<
>

Manchester City: Veja quanto é o 'custo Guardiola' para cada conquista

play
Guardiola tem a obrigação de ganhar a Champions? Zé Elias e Gian Oddi divergem opiniões (6:10)

Comentaristas expuseram seus pontos no Futebol na Veia acerca do treinador do Manchester City (6:10)

Pep Guardiola é sem dúvidas um dos grandes técnicos do futebol mundial. Seu nome nos últimos anos é sinônimo de bom futebol, títulos, mas também de muito dinheiro gasto.

Com a eliminação do Manchester City na última quarta-feira para o Tottenham na Champions League, veio o questionamento em cima do técnico espanhol. Afinal, ele está em sua terceira temporada na Inglaterra, investiu muito dinheiro em contratações e os Citizens sequer passaram das quartas de final da principal competição europeia.

Antes da partida que eliminou a equipe, o treinador causou polêmica ao declarar que não veio à Inglaterra com a obrigação de levantar a Champions: "Não vim para cá (Manchester City) para ganhar a Liga dos Campeões. Vim aqui para fazer a equipe jogar da maneira que tem jogado nos últimos 20 meses. Por isso que vim".

Mas afinal, pelo tamanho do investimento feito pelo Manchester City nessa temporada, o clube teria a obrigação de ganhar a Champions? Indo além, tem a obrigação de ganhar todos os campeonatos que disputa?

Com todos esses questionamentos, o ESPN.com.br resolveu calcular o “custo Guardiola” ao longo de sua carreira. Ou seja, levantamos todo o montante gasto pelas equipes que o técnico dirigiu e dividimos pelo número de títulos do técnico na carreira. Assim, temos uma noção de quanto custa para ser campeão com um dos maiores técnicos da atualidade. É muito? É pouco? Vale a pena?

Desde sua primeira temporada como técnico no Barcelona até essa que se caminha para o seu final no Manchester City, Pep Guardiola gastou um total de R$ 5,1 bilhões em contratações. Ao mesmo tempo, nesses dez anos de carreira, foram 25 títulos conquistados. Sendo assim, o “custo Guardiola” fica em R$ 204 milhões por conquista.

Mas vale um adendo. Nessa temporada, o Manchester City do técnico espanhol irá disputar a final da Copa da Inglaterra contra o Watford, dia 18 de maio em Wembley, e pode ser novamente campeão da Premier League (a equipe tem um jogo a menos, que será disputado dia 24 contra o Manchester United. Caso vença, o time assume a liderança).

Em caso de conquista dos dois troféus, o “custo Guardiola” cairia para R$ 188 milhões por título. Se apenas uma das duas conquistas chegar, ele fica em R$ 196 milhões. Se não ganhar nada, ele continua em R$ 204 milhões.

CLUBE A CLUBE

Olhando cada etapa da carreira de Guardiola, vemos uma relação entre custo e conquista distinta. No Barcelona, por exemplo, o técnico ficou por quatro temporadas e conquistou incríveis 14 taças. Nos gastos, os catalães desembolsaram um total de R$ 1,5 bilhão com 17 atletas. Ao fazermos a conta, temos um total de R$ 107 milhões, o mais baixo de sua carreira até aqui.

No Bayern de Munique, durante suas três temporadas, o montante gasto foi bem menor: R$ 897 milhões em 17 jogadores. Em compensação, o número de taças também foi menor, sete ao todo. Calculando, o “custo Guardiola” na Alemanha ficou em R$ 128 milhões.

Sua chegada na Inglaterra muda o patamar de seus investimentos. É preciso levar em conta o mercado inflacionado das últimas temporadas no mundo e especialmente no futebol inglês, mas o custo sobe bastante.

Até aqui, em três temporadas, os donos da equipe inglesa desembolsaram R$ 2,7 bilhões em reforços para Pep Guardiola em 26 contratações. Em compensação, foram quatro títulos conquistados: Premier League (17/18), Copa da Liga Inglesa (17/18 e 18/19) e Supercopa da Inglaterra (2018). O “custo Guardiola” é o mais alto de sua carreira: R$ 675 milhões.

Mas ele pode diminuir. Em caso de ganhar a Premier League e Copa da Inglaterra, ele diminui para R$ 450 milhões por troféu. Caso vença apenas um, ele diminui para R$ 540 milhões.

Neste sábado, às 08h30, com transmissão ao vivo da ESPN Brasil e do WatchESPN, Manchester City e Tottenham voltam a se enfrentar, só que desta vez pela Premier League. Chance para Pep continuar vivo na busca por mais um título na sua carreira, e provar que o “custo Guardiola” vale a pena. Vale mesmo?