<
>

Súmula do Gre-Nal mostra reclamações de D'Alessandro e Odair Hellmann

play
Paulo Victor elogia Renato Gaúcho e brinca com promessa de treinador após título: 'Vou cobrar ele' (2:03)

Técnico prometeu 50 mil reais ao goleiro após atuação na final (2:03)

Nesta quinta-feira foi divulgada a súmula do Gre-Nal 420 que contou com o Grêmio conquistando o bicampeonato gaúcho ao vencer o Inter nos pênaltis por 3 a 2 na Arena. O árbitro Jean Pierre Lima relatou os motivos das expulsões de Renato Portaluppi, do Grêmio, e de D´Alessandro e Odair Hellmann, do Internacional.

O episódio ocorreu por causa da marcação do pênalti a favor do Grêmio, em falta de Guilherme Parede em Bruno Cortez no qual foi utilizado o VAR aos 24 minutos do segundo tempo. Inconformado, D´Alessandro foi para cima do quarto árbitro e cobrou fortemente, usando as seguintes palavras: “O que vocês deram? o que que é isso? Que palhaçada! Vocês têm medo deles. Lá vocês não fizeram nada”. O que determinou a expulsão.

“Informo que o atleta teve que ser contido por seus companheiros pois mesmo após a apresentação do cartão vermelho, retornou em direção ao quarto árbitro protestando verbalmente com dedo em riste mas sem conseguir identificar as palavras”, relatou o árbitro.

Logo na sequência, Odair também foi expulso porque protestou pelas decisões tomadas pela arbitragem ao fazer gestos com os braços e colocando o dedo em riste. O treinador do Inter alegava que não teria acontecido a penalidade.

Ele só deixou o gramado acompanhado da Brigada Militar. Por outro lado, Renato Gaúcho foi retirado porque invadiu o campo na decisão dos pênaltis para orientar a equipe, porém não causou transtorno.

Por fim, a súmula ainda cita o assessor de imprensa do Grêmio, João Paulo Fontoura. O profissional teria ameaçado o presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Francisco Novelletto, e o vice, Luciano Hocsmann.