<
>

Com Tottenham na semi, Pochettino surpreende e elege outro momento como o melhor da carreira

O técnico do Tottenham, Mauricio Pochettino, admitiu que "enlouquecer" com a classificação de seu time sobre o Manchester City, na última quarta-feira, nas quartas de final da Uefa Champions League.

No entanto, o argentino revelou, em entrevista à Radio Marca, que este não foi o melhor momento de sua carreira.

Pochettino lembrou os tempos em que treinou o Espanyol e disse que escapar de maneira milagrosa da queda para a 2ª divisão com o clube de Barcelona, em 2009, foi ainda mais especial.

"Meu maior momento como técnico? Quando ganhamos do Almería e escapamos do rebaixamento, por causa de tudo o que isso significou para a 'família Espanyol'", afirmou.

"Hoje (quarta-feira) foi quase tão bom, mas não tanto", brincou.

O argentino também demonstrou bom-humor ao falar do gol do City anulado pelo VAR, aos 48 do segundo tempo.

"Quando Sterling marcou, eu parecia o 'Incrível Hulk'. Tirei meu paletó, arranquei meu casado, joguei no chão... Aí sentei e foi aí que vi que o VAR havia anulado o gol por impedimento. Neste momento, eu voltei à vida. A injeção de energia foi incrível", divertiu-se.

Pochettino também elogiou a equipe de Josep Guardiola, mas viu mérito na classificação dos Spurs.

"Eles são um time de imensa qualidade, tremenda. Mas nós também fomos bravos. Demos tudo de nós para passar por eles", finalizou.