<
>

Corinthians se apoia em retrospecto absurdo de Carille em mata-mata para superar São Paulo e ser tricampeão paulista

Em meio à má fase do Corinthians após quatro jogos sem vitória, mais de 400 minutos sem marcar um gol - o último foi de Clayson na primeira partida da semifinal do Campeonato Paulista contra o Santos, e o futebol que não convenceu nos últimos duelos, as esperanças de título neste domingo se baseiam no histórico vencedor do técnico Fábio Carille em decisões.

O aproveitamento do treinador corintiano em jogos de mata-mata é assustador: 18 triunfos em 20 oportunidades, um aproveitamento de 90%. E mesmo nas duas únicas vezes que o treinador foi eliminado, o time não perdeu o jogo.

Uma das eliminações foi pelo Racing na Sul-Americana de 2017. Na ocasião, o Corinthians empatou a primeira partida em casa por 1 a 1. No segundo jogo, no El Cilindro, os times não saíram do 0 a 0, o que classificou a equipe argentina pelo critério de gols fora de casa.

Inclusive, o histórico também é favorável a Carille em competições continentais. O técnico nunca foi eliminado na Libertadores.

Isso porque quando o Corinthians foi eliminado pelo Colo-Colo em 2018, após perder o primeiro jogo por 1 a 0 e não conseguir gols suficientes na volta (2 a 1 para o time brasileiro), o treinador tinha saído da equipe para treinar o Al Wehda, da Arábia Saudita. Logo, quem comandou a equipe naquela noite foi Osmar Loss.

A segunda eliminação também aconteceu em 2017, quando o time caiu para o Internacional na Copa do Brasil. A primeira partida, no Rio Grande do Sul, terminou em 1 a 1 e, no jogo de volta, em São Paulo, a partida foi para a decisão nos pênaltis após novo empate em 1 a 1. Nas cobranças, Maycon, Marquinhos Gabriel e Guilherme Arana erraram, e a equipe foi eliminada.

Em todas as outras oportunidades, Carille conseguiu a classificação, ficou com o título ou seguiu ainda em disputa – como é o caso contra a Chapecoense pela Copa do Brasil 2019.

Outro ponto a favor do treinador são as partidas em casa. Jogando em mata-mata na Arena Corinthians sob o comando de Carille, o Corinthians perdeu apenas duas vezes. Foram oito vitórias, seis empates e duas derrotas nos 16 jogos disputados ali.

Uma delas foi para o Palmeiras, por 1 a 0 pelo Paulistão de 2018, que não fez diferença na conquista do título corintiano na partida de volta.

A outra derrota é a mais recente, mas também não influenciou na classificação para a próxima fase: após ganhar a ida por 3 a 1 do Ceará, pela Copa do Brasil, o Corinthians perdeu a volta por 1 a 0 – com gol de Roger, ex-atacante Corintiano, e seguiu para a próxima fase baseado no resultado da primeira partida.

Veja abaixo todos os jogos do Corinthians em mata-mata sob o comando de Fabio Carille:

Campeonato Paulista

2017

Corinthians x Botafogo

Corinthians x São Paulo

Corinthians x Ponte Preta

2018

Corinthians x Bragantino

Corinthians x São Paulo

Corinthians x Palmeiras

2019

Corinthians x Ferroviária

Corinthians x Palmeiras

Copa do Brasil 2017

Corinthians x Caldense

Corinthians x Brusque

Corinthians x Luverdense

Corinthians x Internacional

2018

Corinthians x Vitória

2019

Corinthians x Ferroviário

Corinthians x Avenida

Corinthians x Ceará

Corinthians x Chapecoense (ainda não definido)

Copa Sul-Americana 2017

Corinthians x Universidad de Chile

Corinthians x Patriotas-COL

Corinthians x Racing

2019

Corinthians x Racing

Em clássicos (totalizando todas as competições), o aproveitamento do treinador é de 63,5%: em 24 partidas, o técnico venceu 15, empatou 5 e perdeu apenas 4.

Neste domingo, a final do Campeonato Paulista 2019, contra o São Paulo, acontece em Itaquera, e o primeiro jogo no Morumbi terminou em 0 a 0.

No campeonato, não há vantagem de gol fora, então qualquer empate leva a finalíssima para os pênaltis. Neste ano, o Corinthians já venceu três disputas nas penalidades - contra o Racing, Ferroviária e Santos, com destaque para o goleiro Cássio.

Jogando em casa neste domingo de Páscoa, o histórico de Carille pode levar a algo que não acontece há 80 anos: o terceiro título de Paulistão seguido para o Corinthians.