<
>

Sem VAR, Tottenham teria sido 'roubado' na Champions, diz colunista de jornal inglês

A atuação do VAR na classificação do Tottenham sobre o Manchester City, na última quarta-feira, pelas quartas de Uefa Champions League, foi muito elogiada no jornal The Guardian, considerado o mais importante da Inglaterra.

Em texto publicado nesta quinta, o colunista Paul Wilson viu a justiça sendo feita no Etihad Stadium com a anulação do gol dos Citizens nos acréscimos do 2º tempo - o vídeo mostrou que houve impedimento na jogada.

"Sem a intervenção da tecnologia, o Manchester City hoje estaria na semifinal da Liga dos Campeões, e os Spurs teriam sido roubados", cravou.

"A tecnologia está aqui, e chegou para ficar. O mundo do futebol não pode ficar criando caso sobre como e quanto ela é aplicada. Sem o VAR, o City hoje estaria na semi da Champions, e do outro lado, Mauricio Pochettino [técnico do Tottenham] estaria apontando para um replay do gol do adversário e dizendo que os Spurs haviam sido roubados", observou.

"É isso que fatalmente aconteceria. E não seria apenas falta de sorte, seria totalmente insatisfatório que as coisas terminassem assim", complementou.

Sobre o debate criado pelo fato do VAR "tirar a emoção" do grito de gol, Wilson deu de ombros.

"Bem-vindos ao mundo moderno. O debate sobre se o VAR está só fazendo seu trabalho e funcionando como o esperado ou 'enfiando o nariz' no jogo e tirando a autoridade do árbitro no campo será ainda maior na próxima temporada, quando ele for introduzido na Premier League", salientou.

Na semifinal, o Tottenham encara o Ajax.