<
>

Corinthians: Empresário de Pedrinho questiona falta de oportunidades com Carille

Em meio a decisão do Campeonato Paulista contra o São Paulo, o técnico Fábio Carille decidiu utilizar um Corinthians misto na derrota para a Chapecoense na última quarta-feira, pela quarta fase da Copa do Brasil.

Mesmo com o time alternativo, Pedrinho não apenas iniciou no banco de reservas como sequer entrou na partida. E isso deixou o empresário do jogador furioso.

Em seu perfil nas redes sociais, Will Dantas, agente do jovem jogador, desabafou e questionou a falta de oportunidades recebidas pelo atleta com Carille. Além disso, se atentou não só pela não utilização, mas também pelo posicionamento em que atua quando recebe alguma chance. Por fim, indicou o melhor rendimento do atleta na criação das jogadas, centralizado.

“Em breve você voltará a jogar com a camisa que te fez um vencedor, voltará a dar show com a 10, é só uma questão de tempo, voltarei a falar que vc acha mais que gps, voltarei a vibrar com as suas infiltrações, com seus passes geniais, com seus arremates de fora da área, com a sua lucidez, com seus passes milimetricamente calculados, é só uma questão de tempo”, escreveu, com uma foto da camisa 10 de Pedrinho.

As polêmicas envolvendo o empresário da cria das categorias de base do Corinthians, inclusive, não são uma novidade. No ano passado, após a disputa do título da Copa do Brasil, Will Dantas chegou a falar em um “fim de ciclo” de Pedrinho com a camisa do time alvinegro.

Recentemente, em outra publicação nas redes sociais, chegou a comparar o estilo do meia-atacante com Zico, ídolo do rival Flamengo.

A preferência de Pedrinho por jogar centralizado também não é algo novo.

Porém, com Carille, o jovem tem sido utilizado aberto pelo lado do campo. Na última quarta, contra a Chape, ele não foi utilizado e o treinador “morreu” com uma substituição. A multa do meia-atacante é de 50 milhões de euros (cerca de R$ 221,6 milhões). Além disso, um empréstimo não está descartado.