<
>

Dirigente do Internacional reconhece conquista do Grêmio e desconversa sobre arbitragem

play
Hellmann explica abraço em Renato: 'As coisas que acontecem dentro de campo ficam dentro de campo' (0:56)

Treinadores se abraçaram já na parte interna da Arena do Grêmio depois da final do Gaúcho (0:56)

Após perder o título do Gaúcho para o Grêmio nas penalidades por 3 a 2, o vice de futebol do Internacional, Roberto Melo, preferiu evitar de falar da arbitragem de Jean Pierre Lima e o uso do VAR durante o Gre-Nal. O dirigente admitiu que o título do rival gaúcho foi merecido.

“Vou deixar para vocês da imprensa analisarem isso. Nesse momento temos que cumprimentar o Grêmio e reconhecer a conquista. O Grêmio fez uma grande campanha e tomou apenas um gol no campeonato”, elogiou o dirigente colorado.

“Tivemos dois jogos muito equilibrados na final. Hoje foi um jogo pegado. Houve chance tanto para o Inter e Grêmio durante o tempo normal. Podíamos ter encaminhado uma vantagem no primeiro jogo. Faltou isso, não ter feito uma vantagem na primeira partida. O empate levou para os pênaltis e o Grêmio acabou sendo mais feliz. O Grêmio está de parabéns pelo título”, disse.

“Precisamos fazer um diagnóstico do que faltou para que possamos melhorar. Estamos classificados para a segunda fase da Libertadores. Iremos em busca de títulos na sequência da temporada”, lembrou.

Depois que foi confirmada a penalidade em favor do Grêmio por causa do uso do recurso eletrônico, o meia D´Alessandro reclamou e acabou sendo expulso. Questionado sobre o assunto, Melo preferiu minimizar o episódio.

“Eu estava lá em cima do outro lado e não vi bem o lance. Tenho certeza que naquele lance todos os nossos jogadores, comissão técnica e torcida acabou revoltada assim como o D´Alessandro ficou. Não vi o lance. Muitos disseram que não foi pênalti. É um lance bem complicado. No jogo anterior tivemos um lance parecido e não teve o mesmo procedimento”, comentou.

Agora, o Internacional volta a campo no dia 24, quarta, quando visita o Alianza Lima, às 21h30 (de Brasília), no Estádio Nacional de Lima, pela quinta rodada do Grupo A da Libertadores. O Colorado lidera a chave com 10 pontos e caso vença confirma o primeiro lugar.