<
>

Son, herói do Tottenham contra o Manchester City, quebra recorde na Champions League

play
20 minutos em 20 fotos: City e Tottenham fazem cinco gols no período e batem recorde da Champions (1:30)

Veja as melhores imagens do início de jogo eletrizante entre os ingleses (1:30)

Son Heung-min foi o principal personagem da classificação do Tottenham para as semifinais da Uefa Champions League. Ele marcou dois gols no Etihad Stadium nesta quarta-feira, na derrota de sua equipe por 4 a 3.

Agora, o sul-coreano chegou aos 12 gols marcados e virou o maior artilheiro asiático da história da competição. Ele deixou para trás Maxim Shatskikh, do Uzbequistão, que balançou as redes por 11 vezes.

"Não, nunca estive em uma competição tão grande neste momento, nunca vi algo assim. Foi um jogo muito duro e muito louco. Acho que temos que ficar bastante orgulhosos dos nosso jogadores porque é uma noite inacreditável", disse o jogador, após o fim do jogo.

Ele ainda agradeceu ao árbitro de vídeo que anulou o gol de Sterling nos acréscimos do segundo tempo, que decretaria a eliminação dos Spurs.

"Às vezes você fica incomodado com VAR, mas hoje é obrigado. Lutamos juntos por 90 minutos. Mostramos caráter inacreditável e lutamos."

Nada mal para quem no começo desta temporada escapou de servir ao exército sul-coreano por dois anos. Ele só foi dispensado porque venceu a Copa Asiática.

Ele recebeu um cartão amarelo contra o City e perderá a primeira partida da semifinal contra o Ajax.

Son Heung-Min é o terceiro jogador que conseguiu fazer dois gols nos primeiros 10 minutos de um jogo de Liga dos Campeões, juntando-se a Gonzalo Higuaín, que em 2018 marcou contra Tottenham, e Ricardo Quaresma, que em 2015 foi algoz do Bayern de Munique.