<
>

Ataques de Arana a São Paulo e Palmeiras repercutem mal também em Sevilla: 'Fechou mais que uma porta'

play
Veja vídeo em que Arana, ex-Corinthians, usa grito homofóbico para provocar São Paulo (0:43)

Grito aconteceu em live no Instagram do ex-lateral corinthiano, atualmente no Sevilla (0:43)

O caso de Guilherme Arana repercutiu muito mal também na Espanha e foi duramente criticado pela imprensa local.

O jogador revelado pelo Corinthians e atualmente no Sevilla usou um grito homofóbico para provocar o São Paulo, em vídeo em seu Instagram.

"Oscar Arias como diretor esportivo, pagou nove milhões de euros. Sua saída no próximo verão parece mais do que provável. O futebol brasileiro é o principal mercado no qual conta com cartaz, ainda que com suas declarações, seguramente, fecharam mais de uma porta", disse o jornal Estadio Deportivo, da Espanha,.

O jogador apareceu em uma transmissão ao vivo ao lado de amigos na rede social e parodiou o hino tricolor da seguinte forma: "Oh Tricolor, time de v..., a sua glória é dar o r..."

O Palmeiras também foi alvo do atleta, que fez referência ao fato de o rival alvinegro não conquistar o campeonato estadual desde 2008: “Dez anos que não ganha o 'Paulistinha'”, gritou.

Na tarde desta terça-feira (16), o jogador publicou em suas redes sociais uma imagem pedindo desculpas pelo vídeo: "De fato passei dos limites".

Arana chegou a negociar seu retorno ao Corinthians em 2019, mas o clube e o Sevilla não chegaram a um acordo em relação à forma de pagamento para o negócio.

Corinthians e São Paulo decidem o Paulista neste domingo, às 16h (horário de Brasília), na Arena. No primeiro jogo da final, no Morumbi, empate em 0 a 0.