<
>

Bale já custou R$ 1,02 bilhão para o Real Madrid; veja quanto valeu cada jogo e cada gol

Quando foi contratado junto ao Tottenham, Gareth Bale era a aposta do Real Madrid para manter sua “Era Galática”. Os 101 milhões de euros (R$ 440,11 milhões, no câmbio atual) fizeram do galês no mais caro jogador da época, mas o retorno não parece agradar os torcedores.

Em seis anos, o Real Madrid gastou um total de 135 milhões de euros (R$ 588,26 milhões) em salários, o que representa um total de 236 milhões de euros (R$ 1,02 bilhão) apenas com o jogador galês durante este período.

O grande número de lesões e uma produção abaixo de esperado dentro de campo faz a fatura ficar ainda mais alarmante. Afinal, desde 2013 foram 225 partidas de Bale com a camisa do Real, o que dá um total de 1,04 milhão de euros (R$ 4,53 milhões) por jogo.

Já quando os gols são usados como referência, a conta fica pior. Foram 102 gols no período, fazendo com que cada um dele tenha “custado” 2,3 milhões de euros (R$ 10,02 milhões).

O diário AS, da Espanha, fez uma conta dividindo o valor gasto na contratação igualitariamente pelos anos e somou ao total bruto dos rendimentos do jogador, que eram de 18 milhões de euros (R$ 78,44 milhões) entre 2013 e 2016 – segundo o The Guardian – e foram para 27 milhões de euros (R$ 117,65 milhões) – o líquido ficaria em torno de 15 milhões de euros (R$ 65,36 milhões).

Desta forma, a temporada com melhor custo/benefício para o Real foi logo a primeira, quando Bale disputou 44 jogos e marcou 22 gols, com uma média de 790 mil euros (R$ 3,4 milhões) por jogo ou 1,6 milhão de euro (R$ 6,97 milhões) por gol.

Já a pior foi em 2016-17, quando atuou em apenas 27 jogos e marcou 9 gols, com uma média por 1,6 milhão por jogo e 4,8 milhões (R$ 20,92 milhões) por gol.