<
>

Buffarini conta por que não deu certo no São Paulo: 'Fiquei um ano e meio e trocaram sete vezes de técnico'

play
Lugano fala sobre Pato no São Paulo e diz que depende mais de Cuca: 'Acho que já teve alguma conversa informal' (0:32)

Atacante está sem time no momento e pretende reforçar alguma equipe brasileira (0:32)

Foram só 15 meses com a camisa do São Paulo. O bastante para Julio Buffarini ficar marcado negativamente por sua passagem pelo Morumbi entre 2016 e 2017.

E o lateral, campeão da Libertadores com a camisa do San Lorenzo, decidiu dar seu lado da história em entrevista para o jornal argentino Olé.

"O que aconteceu comigo no São Paulo foi estranho", disse o lateral, que defende o Boca Juniors desde que deixou o Brasil.

"Patón (Bauza) me levou e, depois de dois jogos, foi para a seleção (argentina)", relembra Buffarini. "Fiquei um ano e meio no clube e trocaram sete vezes de técnicos. Mesmo assim, joguei mais de 40 partidas."

"Em 2017, me lesionei, e colocaram um zagueiro da base, Éder", seguiu o argentino, se referindo à chegada de Militão ao time titular. "Depois foi vendido para o Porto e, agora, para o (Real) Madrid por 50 milhões de euros."

Buffarini também explicou como foi sua saída do São Paulo. De acordo com ele, vários clubes demonstraram interesse.

"Me sondaram no Brasil, México e nos cinco grandes clubes da Argentina. A maioria dos clubes queria um empréstimo. O Boca foi o único que mostrou interesse real. Alguns analisam muitas coisas antes de decidir, mas eu não", completou o jogador de 30 anos, vice-campeão da Libertadores de 2018.