<
>

Processo de Neymar contra o Barcelona é adiado para setembro

play
Edu Gaspar revela conversas de Tite com Neymar e conta como é a convivência com o craque: 'Muito tranquilo' (1:17)

Veja a entrevista completa no WatchESPN (1:17)

Fora de combate enquanto se recupera de uma lesão no quinto metatarso do pé direito, Neymar segue dando, mais uma vez, o que falar por questões fora de campo.

Nesta segunda-feira, a notícia da vez é o adiamento do processo do jogador contra o Barcelona pelo recebimento de um bônus por conta de sua renovação de contrato com o time catalão antes de acertar com o Paris Saint-Germain.

Apesar de não terem sido revelados os motivos, o processo foi transferido desta quinta-feira, data prevista para início, apenas para setembro. O anúncio partiu de um comunicado do tribunal superior da Justiça da Catalunha.

“O processo que deveria começar em 21 de março no tribunal social n. 15 de Barcelona entre Neymar da Silva Santos Júnior e o FC Barcelona foi suspenso. Uma nova data foi marcada para 27 de setembro próximo”, reportou.

O processo do jogador brasileiro contra o clube catalão é referente a sua polêmica transferência para o PSG, a mais cara da história do futebol, concretizada em agosto de 2017 por 222 milhões de euros (cerca de R$ 961,5 milhões na cotação atual).

É especulada, inclusive, a presença do presidente do clube francês, Nasser Al-Khelaïfi, como testemunha do processo.

Ainda nos tempos de Barcelona, em 2016, Neymar renovou seu contrato com o Barcelona e no vínculo havia uma cláusula de pagamento de um bônus referente a assinatura. Meses depois, porém, o brasileiro se transferiu ao PSG e o clube catalão, consequentemente, se recusou a pagar a quantia prometida, no valor de 26 milhões de euros (cerca de R$ 112,4 milhões), o que gerou a ação na justiça.

Ainda sobre a polêmica, o Barcelona também entrou com uma ação contra ele por quebra de contrato, exigindo o reembolso do bônus que já lhe havia sido entregue e de 8,5 milhões de euros (aproximadamente R$ 36,7 milhões) em “danos”.