<
>

Balotelli provoca PSG e planejava 'trollada' ainda maior; veja qual é

play
Edu Gaspar revela conversas de Tite com Neymar e conta como é a convivência com o craque: 'Muito tranquilo' (1:17)

Veja a entrevista completa no WatchESPN (1:17)

Mario Balotelli é conhecido por seu estilo irreverente e sempre envolvido em polêmicas. E nada melhor do que um clássico para que esse perfil venha à tona, exatamente o que ocorreu neste domingo, no duelo entre Paris Saint-Germaine Olympique de Marselha, pelo Campeonato Francês.

Aos 20min do segundo tempo, o atacante foi o escolhido para sair de campo para a entrada do goleiro Yohann Pelé, depois que Steve Mandanda recebeu o cartão vermelho direto.

No caminho até a linha lateral, o atacante italiano foi vaiado e respondeu apontando para a estrela na camisa do Marselha, que diz respeito à conquista da Uefa Champions League em 1992-93. Além disso, ele fez com o dedo um gesto de ‘não’, fazendo referência ao fato de o PSG nunca ter vencido a competição.

A provocação vem em um momento em que a queda no torneio europeu ainda está fresca na cabeça do torcedor da equipe parisiense. No último dia 6, o time de Thomas Tuchel perdeu em casa para o Manchester United por 3 a 1 e foi eliminado nas oitavas de final. A classificação era dos franceses até os acréscimos do segundo tempo, quando Marcus Rashford converteu uma cobrança de pênalti.

Aliás, segundo o jornalista Olivier Tallaron, da emissora Canal+, Balotelli estava com uma camiseta com a foto de Rashford, por baixo da sua camisa de jogo. Assim, poderia homenagear o atacante inglês caso marcasse no clássico. Porém, isso não ocorreu, e o Marselha ainda perdeu por 3 a 1 no Parque dos Príncipes, em Paris.