<
>

PSG vence Olympique e mantém liderança folgada do Francês

O Paris Saint-Germain segue a passos largos rumo ao título do Campeonato Francês. Na tarde deste domingo, no Parque dos Príncipes, o time venceu o Olympique de Marselha por 3 a 1. Os gols foram marcados por Mbappé e Di Maria (duas vezes). Germain anotou o dos visitantes.

Entretanto, nem todas as notícias são boas. Ainda no primeiro tempo, o PSG perdeu o lateral-direito Daniel Alves, que sentiu dores no joelho. Com o resultado, o clube da capital francesa tem 77 pontos, 20 a mais que o segundo colocado Lille. Já o Marselha, está em quarto, somando 47 pontos.

Assim como os principais campeonatos europeus do mundo, a Ligue 1 também ficará parada em função da data Fifa. O próximo compromisso do time dirigido por Thomas Tuchel será contra o Toulouse, fora de casa, às 16h00 (horário de Brasília), do dia 31 de março.

O jogo – Pressionando desde os primeiros minutos, o Paris Saint-Germain balançou as redes aos 15 com Di Maria. Porém, após consulta ao árbitro de vídeo, o juiz da partida resolveu anular o tento, alegando impedimento no lance.

A pressão do Paris seguia. Meunier recebeu após cobrança de escanteio e tentou. Mandanda fez boa defesa, salvando o Olympique. Os visitantes, por sua vez, tentavam se aproveitar de alguns contra-ataques, mas acabaram levando o gol no contra-ataque. Di Maria fez bela jogada individual e serviu Mbappé, que tirou do goleiro, abriu o placar e deu a vitória parcial aos donos da casa.

No primeiro minuto do segundo tempo, o Marselha surpreendeu e empatou o confronto. Ocampos recebeu da esquerda, prendeu bem o zagueiro e cruzou. O atacante Germain se antecipou a Thiago Silva e deixou tudo igual.

Com o placar empatado, a partida ficou um pouco mais aberta. Porém, a individualidade resolveu. Aos dez minutos, Di Maria recebeu na ponta direita, invadiu a área, tirou do goleiro e deixou o PSG mais uma vez na frente do placar.

A partir de então, as coisas ficaram ainda mais fáceis para os mandantes. Em lançamento longo, Mandanda tocou com a mão na bola, bem longe da área. O árbitro não teve dúvidas e mandou o goleiro para o chuveiro mais cedo.

Com um a mais, não demorou muito para o terceiro tento sair. Aos 21 minutos, Di Maria cobrou falta com perfeição e fechou a conta em 3 a 1.