<
>

Lyon bate Montpellier e segue na briga pela vice-liderança do Francês

Neste domingo, o Lyon recebeu o Montpellier pela rodada de número 29 do Campeonato Francês. No Groupama Stadium, quem levou a melhor foram os anfitriões, que, apesar do placar apertado, dominaram o jogo e saíram com a vitória por 3 a 2. Terrier, Dembelé e Aouar fizeram para os donos da casa, enquanto Moller e Camara diminuíram para os visitantes.

Com o resultado, os comandados de Bruno Genésio se mantêm na terceira colocação da tabela, agora com 53 pontos ganhos, quatro a menos que o vice-líder Lille. O time de la Mosson, por outro lado, é o sétimo, com 42.

Na próxima rodada, os lioneses medirão forças com o Rennes, fora de casa, no State de la Route de Lorient. O Montpellier, por sua vez, retorna a seus domínios para encarar o Guingamp, no Stade de la Mosson.

O Jogo

Como esperado, foi o Lyon que tomou a iniciativa do jogo desde o início e, aos 12 minutos, deu a entender que não teria dificuldades neste domingo. Rafael recebeu pela direita e cruzou na medida para Terrier. O camisa sete pegou de primeira e viu Lecomte defender seu primeiro chute. No rebote, porém, ficou fácil: 1 a 0.

Aos 19, veio a resposta do Montpellier. Oyongo foi lançado em profundidade, invadiu a área e tentou uma batida cruzada. No entanto, Kenny Tete foi muito bem na recuperação e conseguiu travar o chute de maneira cirúrgica.

Aos 28, Aouar fez boa jogada individual e arriscou uma finalização de fora da área. Para a sorte de Lecomte, a bola passou apenas perto da trave.

Com 36 rodados, contudo, os visitantes conseguiram o gol de empate. E foi em belíssima cobrança de falta de Moller, que bateu por cima da barreira, no ângulo direito de Gorgelin, que se esticou todo, mas não conseguiu alcançar.

Aos 43, Mollet tentou mais um chute no ângulo. Desta vez, porém, Gorgelin foi melhor e conseguiu evitar a virada.

Apesar do ruim final de primeiro tempo, o Lyon voltou a ditar o ritmo de jogo na volta dos vestiários. Fekir teve a primeira oportunidade, após passe de Traoré, mas ficou no quase. Ndombelé também tentou, mas Lecomte caiu para defender. Foi então que, aos 13 minutos, o merecido gol saiu.

Ndombelé enfiou uma bola de extrema categoria para Dembelé, que aproveitou o espaço deixado entre os zagueiros adversários para bater firme e re-colocar os donos da casa na frente.

E a vida do Lyon poderia ter ficado mais fácil com 25 rodados. Nicolas Cozza cometeu pênalti em cima de Traoré, corretamente assinalado pelo árbitro. Na cobrança, poré, Fekir mandou para fora e desperdiçou a chance do terceiro.

O Montpellier não oferecia perigo e raramente deixou seu campo de defesa. Mesmo com a penalidade perdida, os donos da casa seguiram no comando das ações e, aos 41, deram números finais ao confronto.

Em boa jogada pela direita, Dubois chegou à linha de fundo e cruzou na segunda trave. Sozinho, Aouar deu um peixinho e testou para a rede: 3 a 1.

Nos acréscimos, ainda deu tempo para o Montpellier fazer o segundo gol, possivelmente na única boa jogada criada na etapa final. Pela esquerda, Delort cruzou na cabeça de Camara, que escorou e acabou encobrindo Gorgelin: 3 a 2 placar final.