<
>

Lenda da Alemanha, Klinsmann diz que Löw está em situação 'explosiva' na seleção

O ex-técnico da seleção alemã Jürgen Klinsmann considerou "explosiva" a situação do atual treinador da equipe nacional, Joachim Löw, após a decisão de não convocar os medalhões Mats Hummels, Jérôme Boateng e Thomas Müller.

Em entrevista ao jornal "Bild", Klinsmann afirmou que Löw estará sob "uma grande pressão" e necessita de "sucessos" imediatos porque, caso contrário, a sua situação pode explodir.

Klinsmann, de quem Löw foi auxiliar durante a Copa do Mundo de 2006, disse acreditar que o seu sucessor no cargo está sentado em "pólvora" e que a seleção da Alemanha está em "alerta vermelho".

Löw decidiu renovar a seleção após a decepcionante campanha na Copa do Mundo de 2018, na Rússia, quando a equipe defensora do título foi eliminada ainda na fase de grupos.

Como já havia antecipado, Löw convocou nesta semana a seleção sem três campeões mundiais, Hummels, Boateng e Müller, nomes até então intocáveis e que foram substituídos pelos novatos Niklas Stark, Lukas Klostermann e Maximilian Eggestein.