<
>

Luan Cândido: Perguntas e respostas sobre a venda feita pelo Palmeiras ao RB Leipzig

play
Dirigente do Palmeiras, Alexandre Mattos exalta bom trabalho com a base e afirma: 'Odeio vender menino, é erradíssimo' (1:36)

A resposta de Mattos foi para uma pergunta sobre Luan Cândido, de 18 anos, que foi recentemente vendido para o RB Leipzig, da Alemanha (1:36)

O Palmeiras acertou na última sexta-feira a venda do lateral esquerdo Luan Cândido, de apenas 18 anos, para o RB Leipzig, da Alemanha.

No sábado, após a vitória por 1 a 0 sobre o São Paulo, o diretor de futebol do Verdão, Alexandre Mattos, respondeu às dúvidas que ainda restavam sobre a saída do promissor garoto da seleção brasileira sub-20.

Veja no questionário abaixo:

QUAL FOI O VALOR DA VENDA?

Como a ESPN informou na sexta, os alemães irão desembolsar 10 milhões de euros (R$ 43,45 milhões).

São 8 milhões de euros (R$ 34,76 milhões) à vista e mais 2 milhões de euros (R$ 8,69 milhões) como bônus quando ele atuar em cinco partidas (seja como titular ou entrando no decorrer).

Além disso, a equipe alviverde manteve 15% dos direitos do atleta, o que renderá mais dinheiro em uma possível futura venda de Luan Cândido a outro clube no futuro.

"Tomara que ele dê muito certo (no Leipzig), porque é um menino muito do bem. Isso vai ajudar o Palmeiras a ganhar ainda mais dinheiro lá na frente", observou Mattos.

O ala esquerdo viajará na segunda-feira à Alemanha para realizar exames médicos. Assim que for aprovado, a negociação será oficializada pelas duas partes.

LUAN CORRIA O RISCO DE SAIR DE GRAÇA?

O contrato de Cândido com o Palmeiras iria até 18 de setembro de 2020. Ou seja: a partir de março do ano que vem, ele poderia assinar pré-contrato com outro clube, deixando o Palestra Itália de graça.

De acordo com Mattos, porém, isso não iria acontecer.

"Para mim, seria até mais fácil falar que foi isso (vender porque o atleta não queria renovar). O Luan já tinha renovado (contrato com o Palmeiras). Nós só não assinamos (a renovação) porque o vendemos, e por um valor que não pode ser banalizado", revelou.

ENTÃO, POR QUE FOI VENDIDO?

Segundo Mattos, a proposta era irrecusável.

"Afirmo sem medo de errar: qualquer lateral hoje no futebol brasileiro, titular ou reserva, que recebesse uma proposta dessas, tenho certeza que 99,5% dos clubes venderiam, inclusive o Palmeiras, até pelo valor exorbitante que foi", salientou.

"Eu, mais do que ninguém, não quero vender menino da base. Não é o certo a fazer. Odeio isso. [...] Agora, estão banalizando o valor (da venda). Foi a 3ª maior venda da história do Palmeiras", bradou.

"O Palmeiras não tinha um histórico de grandes vendas. Hoje, somos um time que, se querem vir aqui, podem vir, mas com 3 ou 4 milhões de euros, como começou a conversa (com o Leipzig), o jogador não sai", acrescentou.

"A gente pede desculpas ao torcedor, pois ainda não colhemos o que plantamos na base, mas estamos fazendo um outro projeto, que é fazer o Palmeiras ser muito competitivo", complementou.

COMO O DINHEIRO SERÁ USADO?

Como havia mostrado a ESPN em 19 de fevereiro, o dinheiro da venda de Luan Cândido será usado para equilibrar as finanças.

Isto porque o Palmeiras deseja zerar suas dividas e terá que arcar com uma quantia enorme nos próximos meses, referente a antigos processos judiciais.

A grana, portanto, será aplicada principalmente nisso, normalizando o fluxo de caixa e impedido possíveis atrasos salariais.

"Longe de querer vender o Luan, mas a gente tem que fazer escolhas aqui dentro. A partir do momento em que se faz a manutenção do time campeão (do Brasileiro 2018), do momento em que a premissa do Maurício (Galiotte) era zerar as dívidas do Palmeiras, tivemos que vender", analisou Mattos.

"Temos R$ 65 milhões (em dívidas de processos judiciais) executados neste ano, e nos próximos 10 dias, tem mais R$ 44 milhões do Wesley [referente ao processo em que o Verdão foi condenado a pagar o investir Antenor Angeloni pela contratação do volante, em 2012]. Então, estamos falando de R$ 100 milhões", afirmou.

"Não tem problema, vamos pagar. O Palmeiras está se estruturando, pagando e temos um elenco competitivo. Então, para em algum momento não faltar (dinheiro), para não atrasar salários, nós precisamos equilibrar", finalizou.

HÁ CHANCE DE A VENDA SER CANCELADA?

É pouco provável. Só se Luan Cândido for reprovado nos exames médicos do Leipzig.

No entanto, o jogador foi examinado no início do ano pelo Palmeiras e não apresentou qualquer problema. Tanto é que disputou o Sul-Americano sub-20 normalmente com a seleção brasileira e vinha ficando no banco de reservas do Alviverde no Campeonato Paulista.

Sua despedida acabou sendo o empate por 1 a 1 com o Mirassol, pela 10ª rodada.