<
>

Ponte Preta e Guarani se enfrentam no primeiro dérbi campineiro do ano

O primeiro dérbi campineiro do ano será disputado neste sábado, às 19 horas (de Brasília), no Moisés Lucarelli, pela 11ª e penúltima rodada do Campeonato Paulista. No duelo de número 193, a Ponte Preta quer manter um tabu de quase dez anos sem perder contra o Guarani no Majestoso.

A Ponte perdeu pela última vez para o rival em casa no dia 20 de junho de 2009. Naquele dia, o time alviverde venceu por 1 a 0, com gol de Caíque, pela sétima rodada da Série B do Brasileiro. De lá para cá, mais três dérbis foram realizados na casa ponte-pretana, com uma vitória dos mandantes e dois empates.

No Paulistão, a Ponte, que está na terceira colocação do Grupo A, com 16 pontos, vive grande fase. A equipe está a cinco jogos invicta, com três vitórias e dois empates. Destes, quatro partidas foram com Jorginho no comando técnico. A reação tardia na competição e o triunfo de virada do Red Bull diante do São Bento, porém, fizeram com que a equipe chegue para o clássico sem chances de classificação.

“É foco total, muita raça e entrega. É ter a faca entre os dentes e pronto para a guerra. Mas uma guerra sadia, em campo, porque sabemos que do outro lado existem também profissionais que também são sérios e têm os seus objetivos”, comentou o treinador, que é estreante em dérbi campineiro.

O último treino antes da partida, realizado na sexta-feira, foi aberto para a torcida e contou com o apoio de mais de 500 pontepretanos. Os jogadores da Ponte vivem uma grande expectativa para o duelo.

“É foco total nesse dérbi. Um grande jogo, uma grande atmosfera e diante da nossa torcida, vamos exercer um papel muito difícil, que é jogar contra o nosso adversário. É fazer um grande jogo, a torcida vai nos apoiar até o final. Eu tenho certeza disso”, afirmou o volante Nathan.

Para o dérbi, Jorginho ainda não divulgou a escalação titular. Duas posições ainda estão em aberto: a lateral-direita e o meio-campo. Na defesa, Luís Ricardo é favorito contra Arnaldo, porém na armação três nomes estão no páreo, Júlio César, Tiago Real e Matheus Oliveira. O meia de 21 anos emprestado pelo Santos é o favorito para começar.

Contudo a tarefa da Alvinegra de Campinas não será fácil, já que enfrentará o maior rival da história. Atualmente na terceira colocação do Grupo B, com 14 pontos, o Guarani vem de dois jogos sem vencer, com um empate e uma derrota, e espera se recuperar no Estadual.

“Vai ser um jogo muito equilibrado pelas características de ambas as equipes, mas a postura tem que ser em busca da vitória. A estratégia no campeonato sempre foi buscar os três pontos e não vai ser diferente agora. Vamos atacar”, afirmou o treinado do Bugre, Osmar Loss.

Assim como o adversário, o Guarani abriu parte do treino para a torcida. Faltando aproximadamente 20 minutos para o fim da atividade, os torcedores puderam acessar as arquibancadas e apoiar os jogadores, que também estão ansiosos para o clássico.

“Pelo clima que está a cidade de Campinas é possível entender o que significa o dérbi. Existe muita rivalidade e sabemos que quem sair vitorioso ganhará muita confiança visando a reta final do Paulistão”, disse Felipe Amorim, meia-atacante do Guarani.

No dérbi de número 193, o Bugre tenta ampliar sua vantagem nos números. Em 192 partidas, foram 66 vitórias do Guarani, contra 62 da Ponte e 63 empates, além de um resultado desconhecido.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA X GUARANI

Data: 16 de março de 2019 (sábado)

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)

Horário: 19h (de Brasília)

Arbitragem: Raphael Claus

Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Danilo Ricardo Simon

PONTE PRETA: Ivan; Luís Ricardo, Renan Fonseca, Reginaldo e Diego Renan; Edson e Gérson Magrão; Matheus Oliveira, Matheus Vargas e Hugo Cabral; Thalles.

Técnico: Jorginho

GUARANI: Giovanni; Léo Príncipe, Ferreira, Diego Giaretta e William Matheus; Deivid e Ricardinho; Felipe Amorim, Thiago Ribeiro e Diego Cardoso; Anselmo Ramon.

Técnico: Osmar Loss