<
>

Em protesto contra salários atrasados, elenco do Fluminense se reúne e decide não treinar

play
Bruno Silva admite que Botafogo tem talento em Diego Souza, mas garante: 'A gente tem um camisa 10 que é um craque' (0:38)

O Fluminense enfrenta o Botafogo no domingo, pela 4ª rodada da Taça Rio. (0:38)

Nesta sexta-feira, os jogadores do Fluminense não treinaram e voltaram a protestar contra os salários atrasados. O elenco se reuniu no CT e decidiu pela paralisação.

O clube carioca sofre com problemas salarias. A ausência de patrocínio máster e prejuízo com o Maracanã afetam as contas do Fluminense e dificultam o pagamento da folha salarial, que gira em torno de R$ 4 milhões mensais.

No dia 19 de fevereiro, o elenco também paralisou dias depois da Taça Guanabara, alegando problemas salarias com o clube. Na última quarta-feira, a diretoria pagou parte dos salários dos funcionários e jogadores do Fluminense.

Apesar disso, a atividade deste sábado está mantida e passou para a parte da tarde. O Fluminense enfrenta o Botafogo no domingo, pela 4ª rodada da Taça Rio.

Veja as pendências do clube com o elenco:

CLT: 13º e férias de 2018 e janeiro (pagou R$ 5,5 mil por pessoa) e fevereiro de 2019 (excluindo janeiro dos reforços).

Direitos de imagem (apenas alguns jogadores recebem): novembro e dezembro de 2018 e janeiro e fevereiro de 2019 (excluindo janeiro dos reforços).