<
>

Experiência faz Love perder ansiedade e ter disciplina física no Corinthians

Vagner Love tem 34 anos e uma carreira com passagens por diversos clubes do mundo, além de Seleção Brasileira. Toda a experiência adquirida no futebol tem ajudado o camisa 9 do Corinthians nessa sua segunda vez com a camisa do Timão.

Nessa sexta-feira, o jogador contou, em entrevista coletiva, por exemplo, que já consegue lidar melhor com a pressão por marcar gols e ter de dar a resposta positiva para satisfazer a todos.

“Em 2015, eu tinha aquela coisa ‘tenho que fazer gol, tenho que jogar’. Hoje voltei muito mais tranquilo. É lógico que eu quero fazer gols, mas essa ansiedade, euforia de ‘tenho de fazer’, já não tenho mais. Estou sempre mais tranquilo para realizar aquilo que a comissão técnica está pedindo”, explicou.

Aliás, há quatro anos, Love demorou a engrenar. Apesar de ter terminado aquela temporada como campeão brasileiro, artilheiro do time e vice-artilheiro da competição, o início foi bastante turbulento.

“A gente vai ficando mais velho, mais maduro e experiente. E eu sabia que eu não poderia chegar aqui da maneira que eu cheguei da outra vez. Da outra vez, até me pegou de surpresa a saída do clube chinês, eu pensei que ficaria lá, e veio o Corinthians, mas não cheguei bem fisicamente como cheguei hoje. Hoje é mais a maneira física. Quando se está bem fisicamente é só aprimorar a parte técnica”, opinou, ponderando o fato de que sequer era exigido por Tite a jogar mais aberto, como agora.

“Devido as minhas condições físicas, isso ajuda muito. Em 2015, tinha muito jogador de qualidade que jogava pelas pontas, Guerrero estava saindo, Luciano teve a contusão, isso fez com que eu jogasse na minha posição de origem”.

Por muito pouco, Vagner Love também não defendeu o Corinthians em 2005, ano que o clube comemorou outro título do Brasileirão. Nessa sexta, o jogador não escondeu que ficou um pouco de frustração guardada.

“Foi uma coisa que poderia ter acontecido, mas é aquela coisa que eu tenho: Deus sabe todas as coisas, e as vezes as coisas acontecem não no momento que nós queremos. Passa um filme, porque a gente pensa ‘por que não foi daquela vez, que eu estava bem mais jovem, novinho?’”, brincou, arrancando gargalhadas dos profissionais na sala de imprensa do CT Joaquim Grava.

Ainda não se sabe de Love será titular, mas o próximo desafio do Corinthians está marcado para às 16h de domingo, contra o Oeste, na Arena, pela penúltima rodada da primeira fase do Campeonato Paulista.