<
>

Maior campeão da Europa League, Sevilla é eliminado por time tcheco, após gol no último minuto da prorrogação

Nesta quinta-feira (14), o maior campeão da Europa League, foi eliminado nas oitavas de final da competição.

O Sevilla perdeu para o Slavia Praga por 4 a 3 e foi eliminado de forma precoce na Europa League.

O jogo foi decidido no último minuto da prorrogação, após Ibrahim Traoré marcar o gol histórico dos tchecos.

O clube espanhol é o maior vencedor da competição, com cinco conquistas (2006, 2007, 2014, 2015 e 2016), sendo que outros quatro times (Liverpool, Atlético de Madrid, Inter de Milão, Juventus) estão empatados na segunda posição com três campeonatos.

O JOGO

A equipe da casa começou forte. Aos 13 minutos, após cobrança de escanteio, o zagueiro camaronês Ngadeu-Ngadjui aproveitou sobra na área e marcou o primeiro do Slavia Praga.

O Sevilla teve o domínio da partida, mas não conseguia chegar ao gol adversário. Até que, aos 42 minutos, Quincy Promes foi derrubado dentro da área e a arbitragem marcou pênalti. Ben Yedder aproveitou a oportunidade e deu esperança para o Sevilla antes do intervalo.

Mas, logo no começo do segundo tempo, a situação complicou para o clube espanhol. Jesus Navas puxou a camisa de Jan Boril, o juiz marcou penalidade e Tomáš Souček colocou os tchecos em vantagem.

Não demorou muito para o Sevilla empatar a partida. Após uma cobrança de escanteio, Roque Mesa cabeceou e Munir El Haddadi acertou um voleio para marcar um belo gol.

A equipe continuou pressionando, mas não conseguiu ampliar o placar. Foram 11 finalizações, sendo que apenas quatro acertaram o gol do Slavia Praha.

PRORROGAÇÃO

A prorrogação começou de forma frenética. Aos oito minutos, Franco Vázquez, que entrou nos acréscimos do segundo tempo, se apresentou com o herói improvável do Sevilla. O jogador recebeu um cruzamento de Quincy Promes e cabeceou para os fundos da rede.

Depois do lance, os tchecos precisavam de dois gols, porque um empate classificaria os espanhóis pelo 'gol fora' (já que a primeira partida acabou com empate em 2 a 2).

E, o improvável, aconteceu.

Quatro minutos depois do gol de Vázquez, o Prada empatou a partida. Após receber um passe de Tomas Soucek, Mick Van Buren acertou o canto esquerdo e deu esperanças para a equipe.

A partir desse momento, a equipe se jogou no ataque. Isso ficou claro com o aumento na posse de bola, que saltou de 36% (daquele momento) para 43% até o final da partida.

A ofensividade foi recompensada e o clube conseguiu a classificação.

Aos 14 minutos do segundo tempo da prorrogação, Ibrahim Traoré marcou, após uma cobrança de falta e determinou a eliminação do Sevilla.