<
>

Atlético de Madrid: Colunista detona 'discurso folclórico' de Simeone e efeito na torcida: 'Música de verão'

play
Cristiano Ronaldo destrói Atlético de Madrid e classifica a Juventus na Champions League (1:15)

Veja, em fotos, com o time italiano venceu o clube espanhol por 3 a 0 e se classificou para as quartas de final. (1:15)

Depois do atropelamento sofrido por 3 a 0 para a Juventus, na última terça-feira, que resultou na eliminação da Uefa Champions League, o colunista Rafa Cabeleira, do jornal El País (o mais importante da Espanha), disparou críticas contra o técnico do Atlético de Madrid, Diego Simeone.

Na opinião do jornalista, o "discurso folclórico" do treinador argentino, "baseado na testosterona e no coração", conquista os torcedores "como uma música de verão", mas precisa ser atualizado para que o Atleti possa voltar a competir em alto nível na Europa.

"'Prefiro jogar mal e passa de fase sempre', declarou Diego Simeone depois de eliminar, em 2016, o Bayern de Munique de Pep Guardiola na Champions. Sua equipe havia sido massada sobre o campo a ponto de que Godín, capitão onipotente e veterano de mil batalhas, declarou que nunca havia sido tão esmagado por um rival em toda a sua carreira esportiva. O Atlético saiu vitorioso, apensar de tudo, o do defeito emergiu Simeone chamando tudo isso de 'virtude'", lembrou Cabeleira.

"Existe uma parte folclórica neste tipo de afirmações, simples e diretas, que se incrustam no ânimo da torcida, como uma canção de verão. Naquele dia, Simeone vestiu a faixa de 'técnico ganhador' depois de conquistar uma importante vitória, e não foram poucos os que fizeram para ele uma grande festa, que, inexoravelmente, ficou nua com a chegada das derrotas", analisou.

Para o colunista, o Cholo não deve mais atribuir as glórias do futebol do Atlético aos "colhões" dos atletas.

"Na última terça, em Turim, venceu a equipe que acumulou mais méritos, do mesmo modo que, 15 dias antes, no Metropolitano, o Atlético havia se imposto como justíssimo ganhador dos pontos. Na coletiva de imprensa posterior, empapado pela cultura populista que se converteu na escola de pensamento, Simeone apelou, mais uma vez, aos testículos de seus jogadores como grande explicação para a soberba partida que haviam acabado de realizar", salientou.

Depois da queda na Liga dos Campeões, resta agora aos colchoneros a disputa do Campeonato Espanhol.

Atualmente, a equipe de Simeone está em 2º lugar, com 56 pontos, sete a menos do que o líder Barcelona.