<
>

CBF escolheu vencedora de concorrência de placas do Brasileiro antes de receber ofertas, diz jornal

play
Copa do Brasil: por indefinição na justiça, diretor de competições da CBF demonstra muita preocupação (0:56)

Manoel Flores comenta: 'Muito importante ter definição o quanto antes e de forma definitiva' (0:56)

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) escolheu a empresa vencedora da licitação por diretos das placas de publicidade das próximas edições do Campeonato Brasileiro antes mesmo de receber as ofertas. As informações são do jornal “Folha de S.Paulo”, publicadas nesta quinta-feira.

O veículo adquiriu informações que afirmavam a vitória do consórcio formado pela empresa “Sport Promotion” com a “Ecotonian” no dia 24 de janeiro, mesma data em que a entidade começou a convidar as empresas para participar da concorrência.

Em nota, a CBF classificou como “absurda” a denúncia. A “Ernst Young”, consultora responsável pela auditoria da licitação, informou que não existiu qualquer tipo de intervenção no negócio. A Sport Promotion, por sua vez, disse que só ficou sabendo da vitória na última terça-feira (12), depois do anúncio oficial da entidade máxima do futebol nacional.

A empresa vencedora do processo tem relacionamentos com a CBF há mais de 30 anos e detém direitos de transmissão de diversos torneio nacionais, entre eles as séries B, C e D do Brasileiro.

Já a empresa sócia da Sport Promotion, a Econonian, é um fundo de investimentos franco-britânico e este é o seu primeiro investimento no país.

A concorrência vencida pelo consórcio foi realizada depois de um processo fracassado em 2018, quando a “BR Foot Mídia” saiu como a vencedora. Na ocasião, a empresa não conseguiu pagar os R$ 100 milhões previstos em contratos.