<
>

Champions League: VAR 'definiu' dois classificados às quartas de final

play
Champions League: Mané brilha, Liverpool elimina Bayern e avança para as quartas de final (0:52)

O jogo terminou em 3x1 para os ingleses; veja, em fotos, os lances marcantes do confronto (0:52)

Se a atuação de alguns jogadores chamaram - e muito - a atenção nas oitavas de final da Champions League, como Tadic, Cristiano Ronaldo e Mané, outro personagem não passou despercebido: o VAR.

A arbitragem de vídeo foi utilizada em cinco dos oito confrontos do mata-mata e acabou definindo dois classificados para as quartas de final da competição mais cobiçada da Europa e alterou sete lances nos confrontos - média de quase uma intervenção a cada dois jogos.

Inclusive, Manchester United e Porto tiveram suas classificações diretamente ligadas à tecnologia.

As ações do VAR nas oitavas

Ajax x Real Madrid

A tecnologia anulou o gol de Tagliafico, do Ajax, no confronto de ida. Houve um bloqueio de Tadic que atrapalhou Courtois.

No jogo de volta, antes do gol de Tadic, um outra polêmica: no início da jogada a bola teria saído na lateral, na construção do ataque que resultou no terceiro gol do Ajax.

Schalke 04 x Manchester City

Aos 32 minutos do jogo de ida, Caligiuri, da equipe alemã, chutou forte de canhota, a bola bateu no braço de Otamendi e foi para a linha de fundo. O árbitro havia dado o escanteio, mas depois da reclamação do Schalke, ele consultou os responsáveis pelo VAR e marcou o pênalti. Na cobrança, Bentaleb bateu bem, no canto esquerdo, para empatar a partida, que acabaria com vitória do City por 3 a 2.

No segundo jogo, o árbitro de vídeo corrigiu uma marcação errada do bandeirinha. Sané recebeu e cruzou para Sterling, que completou para o gol. O assistente assinalou o impedimento, mas o VAR mostrou que a posição era regular.

Atlético de Madrid x Juventus

O VAR apareceu em duas jogadas no confronto de ida, ambas contra a equipe espanhola. O árbitro alemão Felix Zwayer sinalizou pênalti de De Sciglio em Diego Costa, mas o vídeo mostrou que a ação foi fora da área. Em um segundo momento, a tecnologia anulou o gol de Morata. O atacante empurrou Chiellini no lance.

PSG x Manchester United

Aos 90 minutos do segundo jogo, Kimpembe cometeu pênalti após tocar na bola com o braço. O juiz não viu o lance, os responsáveis pelo VAR avisaram o árbitro sobre a situação e a penalidade a favor do United foi marcada. Rashford marcou e classificou o United para a próxima fase. Se não fosse pela tecnologia, os franceses teriam passado.

Porto x Roma

Na prorrogação, Florenzi segurou a camisa de Fernando. O árbitro conferiu e marcou pênalti para o Porto. Alex Telles converteu e garantiu a classificação da equipe portuguesa.