<
>

Barcelona goleia Lyon com cavadinha de Messi e gol de Coutinho e se classifica na Champions League

play
Barcelona: 20 momentos da cavadinha gelada de Messi contra o Lyon (1:10)

O astro do Barcelona bateu o pênalti com muita tranquilidade para abrir o placar na vitória por 5 a 1 sobre o time francês, no Camp Nou. (1:10)

Em um duelo que estava aberto até os 33 minutos do segundo tempo, o Barcelona contou com uma atuação decisiva de Lionel Messi - autor de dois gols e duas assistências - para golear o Lyon por 5 a 1 e avançar às quartas de final da Uefa Champions League.

O jogo foi realizado no Camp Nou, na Espanha, nesta quarta-feira. Na partida de ida na Fraça, as equipes haviam empatado em 0 a 0.

O time comandado por Ernesto Valverde está há 30 jogo invictos em seus domínios (27 vitórias e três empates) e deixou para trás o Bayern de Munique (1998-2002) com a maior sequência invicta em casa na história da competição.

Brigas e prisões

Antes do duelo começar, as torcidas das equipes entraram em confronto no distrito de Sants, na capital da Catalunha, em área onde estavam concentrados os ultras - como são chamados os grupos mais violentos de torcedores no futebol europeu - do time espanhol e do time francês.

Cinco pessoas foram presas.

Cavada de Messi

O resultado começou a ser construído logo aos 17 minutos do primeiro tempo. Suárez tabelou com Messi e foi derrubado pelo carrinho de Denayer dentro da área. O juiz marcou a penalidade, que foi cobrada por Lionel Messi com uma cavadinha no meio do gol, enganando Anthoy Lopes.

Aos 20, Coutinho foi lançado e trombou com Lopes, que caiu desacordado. A partida ficou paralisada por seis minutos para o atendimento do goleiro, que voltou para o jogo.

A equipe catalã chegou ao segundo gol aos 31 minutos. Depois de jogada Arthur, Suárez passa no meio de dois zagueiros e passou para Philippe Coutinho, que apenas empurrou para o fundo das redes.

O brasileiro não marcava um gol desde o dia 30 de janeiro deste ano, quando balançou as redes duas vezes contra o Sevilla (6 a 1) pela Copa do Rei.

Logo em seguida, Anthony Lopes deixou o gramado chorando para o lugar de Gorgelin. Ele não aguentou permanecer na partida após a trombada.

No primeiro minuto da segunda etapa, Messi quase marcou novamente com uma cavadinha. Arthur passou o argentino, que tirou o goleiro com um toque sutil, mas o brasileiro Fernando Marçal tirou a bola poucos centímetros antes do gol.

O Lyon diminuiu o placar aos 13 minutos. Busquets tentou afastar após escanteio, mas a bola sobrou no meio da área. Marcelo disputou lance com Lenglet e a bola sobrou para Tousart, que a dominou no peito e, mesmo cercado por defensores, chutou com categoria para o fundo das redes.

O árbitro consultou o VAR para ver se havia impedimento, mas validou o lance.

A equipe francesa melhorou na partida e passou a pressionar o Barcelona. Aos 27, Arthur saiu para a entrada de Vidal.

Messi outra vez...

Mas aos 33 minutos, foi a vez de Messi decidir outra vez. O argentino recebeu de Busquets na intermediária, avançou e deu um lindo corte em Marcelo e Denayer, que ficaram no chão. O camisa 10 chutou de direita e o goleiro Gorgelin ainda resvalou na bola, mas não defendeu.

São 36 gols em 35 jogos do astro na temporada.

Em seguida, Messi avançou em contra-ataque, invadiu a área e deu passe para Piqué, que apenas empurrou para o fundo das redes.

Agenda

Agora os comandados de Ernesto Valverde voltam a campo no domingo contra o Betis, fora de casa, às 16h45 (horário de Brasília), no estádio Benito Villamarin pelo Campeonato Espanhol. O Lyon recebe o Montpellier, no Francês.

Ficha Técnica

BARCELONA 5 X 1 LYON

Local: Estádio Camp Nou, em Barcelona (Espanha)
Data: 13 de março de 2019, quarta-feira Horário: 17h00 (horário de Brasília)
Árbitro: Szymon Marciniak (Polônia)
Assistentes: Pawel Sokolnicki e Tomasz Listkiewicz, ambos da Polônia
VAR: Pawel Raczkowski e Pawel Gil, ambos da Polônia
Público: 92.346 presentes
Cartões amarelos: Marçal e Dembelé (Lyon); Lenglet (Barcelona)
Cartão vermelho:
Gols: BARCELONA: Messi aos 17 e aos 33 minutos do segundo tempo, Philippe Coutinho aos 31, Piqué aos 36 e Dembelé aos 41 minutos do segundo tempo. LYON: Tousart aos 13 minutos do segundo tempo

BARCELONA: Ter Stegen; Sergi Roberto (Semedo), Piqué, Lenglet e Jordi Alba; Busquets, Rakitic e Arthur (Vidal); Philippe Coutinho (Dembelé), Messi e Suárez.
Técnico: Ernesto Valverde

LYON: Anthony Lopes (Gorgelin); Dubois, Denayer, Marcelo, Marçal e Mendy (Cornet); Tousart, Ndombelé e Fekir; Depay (Traoré) e Dembelé.
Técnico: Bruno Genésio