<
>

Novorizontino bate São Caetano e vira vice-líder no grupo do Palmeiras

O Novorizontino voltou à zona de classificação do Campeonato Paulista na noite desta segunda-feira. Jogando no Estádio Jorge Ismael de Biasi, o time da casa derrotou o desesperado São Caetano por 2 a 1, em duelo que encerrou a décima rodada do torneio estadual.

Com o resultado, o Novorizontino assumiu a vice-liderança do Grupo B, com 16 pontos, dois a mais que o Guarani e três a menos que o Palmeiras. O São Caetano, por sua vez, permaneceu no quarto e último lugar do Grupo A, com míseros sete pontos, sob risco de rebaixamento à Série A2.

Pela 11ª e penúltima rodada da fase de grupos, o Tigre do Vale visita o Santos na próxima sexta-feira, às 20h30 (de Brasília), no Pacaembu. No mesmo dia, às 21 horas, o Azulão enfrenta a Ferroviária na Arena da Fonte Luminosa, em Araraquara.

O Jogo – O Novorizontino precisou de apenas oito minutos para abrir o placar. Após levantamento na área do São Caetano, a bola bateu e rebateu nas costas do zagueiro Everton Sena e entrou no gol. Aos 24, o meia Murilo Henrique quase ampliou ao acertar o travessão em cobrança de falta.

Com um lindo gol, o São Caetano empatou a partida. Aos 32 minutos, em cobrança de falta perto da área, o lateral direito Alex Reinaldo bateu com categoria, por cima da barreira, acertando o ângulo esquerdo, sem chances de defesa para o goleiro Vagner.

O Azulão, porém, teve pouco tempo para comemorar. Dois minutos depois do gol de empate, o Novorizontino cobrou lateral na área rival, a bola ficou viva e sobrou para Adilson Goiano perto da marca do pênalti. O volante bateu colocado e recolocou o time da casa na frente.

Diferentemente do primeiro tempo, a etapa complementar foi monótona. O São Caetano chegou com algum perigo aos 11 minutos, quando Bruno Mezenga cabeceou para fora. O Tigre do Vale respondeu aos 25, com Cléo Silva, que exigiu grande defesa de Luiz Daniel em chute forte.

Nos instantes finais, o Azulão tentou emparar na base do abafa e quase teve sucesso. Aos 37 minutos, o meia Diego Rosa recebeu na direita e bateu rasteiro, mas Vagner saiu bem e salvou o Novorizontino. O goleiro voltou a ser decisivo nos acréscimos ao defender chute de Capa à queima-roupa.