<
>

Manchester City: Bernardo Silva vale R$ 345 milhões, não liga para as roupas que veste e nem para carrões

Um dos principais destaques do Manchester City nas últimas temporadas, Bernardo Silva é conhecido por ser adepto de um estilo mais simples de vida.

Apesar de ter um dos maiores salários da Premier League, o meia avaliado em 80 milhões de euros (R$ 345 milhões), segundo o site Transfermarkt, não tem muito interesse em ostentar seus gastos com grifes caras ou exibir carros luxuosos.

“Ele andava, às vezes, com camisa social meio largada, calça folgada. Era um cara bem simples. A gente brincava muito com ele por causa disso, mas ele não ligava. Só queria saber de ficar de boa”, afirma Matheus Carvalho, jogador do Náutico, para a ESPN.com.br, que atuou com o português no Monaco.

Na preparação para a Copa do Mundo de 2018, Bernardo viralizou nas redes sociais por chegar aos treinos da seleção portuguesa com um Smart, um pequeno carro popular avaliado em 10 mil libras (R$ 50 mil).

“Eu sou uma pessoa normal e simples. A questão é: eu vivo fora de Portugal e passo pouco tempo em Lisboa, logo não sinto necessidade de ter carro. Portanto, sempre que venho para cá, o meu pai me empresta o carro dele. Acho que sempre é melhor do que ir para o treino de bicicleta", disse, na ocasião, o jogador para o jornal Record.

O lusitano não mora na sua terra natal há seis anos, quando decidiu trocar o Benfica, seu time de coração e que atuava desde os sete anos de idade, pelo futebol francês. Em seu pais, ele era visto como uma grande promessa do futebol mundial e foi negociado após fazer apenas três partidas no elenco principal.

“É muito habilidoso, inteligente e objetivo. Ele te achava nos lugares mais inacreditáveis do campo. Era muito objetivo, sempre buscava o gol, nós gostávamos muito disso nele”, diz Matheus.

“A gente chamava ele de Messi do Monaco. O que fazia com aquela canhotinha era demais. Bem habilidoso. Todos ficavam muito impressionados com a inteligência dele para jogar. Ele já decidiu muitos jogos para a gente naquele período”, completa.

Na França, o meia atuou em 147 partidas e fez 28 gols, além de ter erguido a taça de Campeão Francês, em 2017.

Sucesso na Inglaterra

Mas para o brasileiro, só o talento de Bernardo Silva não foi o suficiente para que ele pudesse se destacar e ser um dos grandes astros do Manchester City. O seu empenho e as três temporadas que fez no futebol francês foram fundamentais para o seu sucesso.

“Os treinos eram muito rápidos e intensos. Até dizem que se você joga no futebol francês consegue atuar em qualquer lugar do mundo. Porque é um futebol muito intenso, de força, muito mais rápido. Se você domina a bola já tem três ou quatro caras para te marcar. Você precisa pensar muito rápido porque tem pouco espaço. Ele melhorou muito estas características aqui”, afirma Matheus.

Contratado em 2017, o lusitano vive sua melhor fase com a camisa dos Citizens. Desde que desembarcou em Manchester, foram 92 jogos, muitos deles nas mais atuou em diversas posições do meio-campo. A polivalência do camisa 20 é um dos pontos de maior elogio por parte de Guardiola, que recentemente tratou o português como um jogador “especial”.

Além disso, o meio-campista deve ganhar uma extensão em seu vínculo com o time inglês, que deve ser de seis temporadas, segundo afirma o jornal inglês Daily Mail. O veículo ainda afirma que a renovação deve dar ao jogador um aumento substancial em seu salário, tornando-o um dos maiores ordenados do elenco.

Bernardo deverá estar em campo no duelo de volta contra o Schalke 04, válido pelas oitavas de final da Champions League, no Etihad Stadium.

No jogo de ida, o time da Inglaterra venceu a partida por 3 a 2, com gols de Aguero, Sané e Sterling.