<
>

Atletas admitem medo depois de jogador do Aston Villa ser agredido em campo por torcedor

Após Jack Grealish, meia do Aston Villa, ser atingido por um soco na partida diante do Birmingham, jogadores e também a mídia inglesa se indignaram e relataram medo de que o fato possa ocorrer novamente.

Grealish foi agredido no ínicio da partida, e viria a marcar, mais tarde, para dar a vitória ao Aston Villa no clássico. Neste mesmo final de semana, um torcedor invadiu o gramado durante Arsenal x Manchester United, provocou o zagueiro Chris Smalling, e foi comemorar o gol com os jogadores do time da casa.

Lateral do United, Ashley Young disse que os jogadores poderiam estar em perigo: "É a terceira vez que um torcedor invade o campo. E se eles estiverem carregando alguma coisa? (Arma) Os jogadores estarão em perigo. Com certeza é algo que a FA (Federação Inglesa), a Premier League e a Fifa deveriam rever. Talvez com mais guardas. Algo tem de ser feito".

O próprio Grealish se pronunciou, e disse que "não há espaço" no futebol para esse tipo de incidente: "Eu estava caminhando e senti uma pancada do lado do meu rosto; óbvio que existe rivalidade e coisas desse tipo no futebol, mas não temos espaço para isso".

O Birmingham, agora, encara a possibilidade de ter seu estádio interditado, ou até a perda de pontos, dependendo do julgamento da FA. O time mais tarde se pronunciou, prometeu o banimento do agressor e que irá reavaliar o sistema de segurança.

Ídolo do Manchester United e agora comentarista,Gary Neville também detonou o ocorrid e pediu uma "enorme punição", enquanto o também ídolo na seleção inglresa, Gary Lineker, classificou o incidente como "repugnante".