<
>

Manchester United: há 20 anos, Solskjaer já havia feito outro milagre na Champions League

play
Veja, em fotos, o 'milagre' do Manchester United contra o PSG na Champions League (0:52)

United reverteu placar de 2 a 0 em casa no jogo da ida e venceu por 3 a 1 na França (0:52)

12 de fevereiro. Fim de jogo em Old Trafford. O Paris Saint-Germain vence o Manchester United por 2 a 0 pela ida das oitavas de final da Uefa Champions League e fica com 97% de chances de ir às quartas, segundo o Soccer Power Index, algoritmo da ESPN.

Nunca um time que perdeu por 2 a 0 em casa em uma mata-mata da Champions conseguiu reverter a desvantagem e se classificar.

5 de março. Véspera de jogo de volta. O técnico Ole Gunnar Solskjaer não se intimida com a desvantagem na entrevista coletiva. “Nunca é missão impossível”, disse, sobre a situação dos Red Devills.

Palavras protocolares, discurso de fachada, poderiam dizer. Mas no caso de Solskjaer, não cabe tal afirmação.

Afinal, o norueguês já conseguiu reverter uma das missões que mais se aproximou de ser impossível na história do futebol.

26 de maio de 1999. O então atacante fez possivelmente o gol mais emblemático da história do Manchester United. Depois de o time sair perdendo para o Bayern de Munique a decisão da Champions de 1998-99, ele viu Teddy Sheringham empatar aos 46min do segundo tempo, dois minutos antes de ele mesmo definir a virada.

6 de março de 2019. Solskjaer comprova mais uma vez que nenhuma missão é impossível, com a vitória . 3% de chance ainda é muita para um milagre. Dez desfalques não são obstáculos o suficiente para uma remontada impressionante. E tabus nasceram para serem quebrados.

Solskjaer, mais uma vez, comprova que o improvável é uma das constantes do futebol.

"Isso é o que fazemos. Isso é simplesmente o Manchester United."