<
>

United faz milagre e elimina PSG na Champions League

play
Veja, em fotos, o 'milagre' do Manchester United contra o PSG na Champions League (0:52)

United reverteu placar de 2 a 0 em casa no jogo da ida e venceu por 3 a 1 na França (0:52)

"Nunca é uma missão impossível", disse o técnico do Manchester United, Ole Gunnar Solskjaer, antes do jogo de volta das oitavas de final da Uefa Champions League contra o Paris Saint-Germain.

E, de fato, não era.

Mesmo jogando com dez desfalques e diante de uma desvantagem por 2 a 0, sofrida em casa, o time inglês conseguiu o improvável. Venceu por 3 a 1, calou o Parque dos Príncipes e se classificou às quartas de forma surreal.

Romelu Lukaku se aproveitou de falhas individuais de Thilo Kehrer e Gianluigi Buffon para marcar duas vezes, enquanto que Juan Bernat fez para os franceses. Tudo isso no primeiro tempo.

Na etapa final, os franceses dominaram e não sofreram com um lance de perigo. Porém, um chute de Dalot desviado pelo braço de Kimpembe foi pego pelo árbitro de vídeo já nos minutos derradeiros. Marcus Rashford converteu a cobrança e deu a classificação ao United graças ao maior número de gols fora.

Nunca um time que havia aberto 2 a 0 fora de casa no jogo de ida de um mata-mata da Champions havia sido eliminado. Agora há um. De quebra, os parisienses amargam a terceira queda consecutiva nas oitavas do torneio. Em 2016-17, o time abriu 4 a 0 sobre o Barcelona na ida e levou 6 a 1 na volta; na edição passada, caiu para o Real Madrid.

Já o United volta às quartas de final da Champions depois de cinco anos de ausência.

Além dos ingleses, Ajax, Tottenham também estão confirmados na próxima fase. Porto x Roma, Barcelona x Lyon, Manchester City x Schalke 04, Juventus x Atlético de Madrid e Bayern de Munique x Liverpool definem as outras vagas.

Jogo dos lesionados

Assim como ocorreu já no duelo de ida, o PSG começou com apenas Mbappé como titular do seu supertrio de ataque. Neymar, que se recupera de fratura no quinto metatarso do pé direito, acompanhou o jogo da tribuna; Cavani, voltando de uma lesão no quadril, começou a partida no banco. Julian Draxler deixou o campo mancando na etapa final.

Do lado do United, foram nove lesionados que não puderam atuar: Alexis Sánchez, Ander Herrera, Nemanja Matic, Jesse Lingard, Juan Mata, Anthony Martial, Matteo Darmian, Phil Jones e Antonio Valencia. Além deles, Paul Pogba cumpriu suspensão após ter recebido o cartão vermelho na ida. Já no decorrer do jogo, Eric Bailly sentiu um problema e foi substituído por Diogo Dalot aos 36min do primeiro tempo.

United aproveita falhas

Os visitantes surpreenderam logo aos 2min, quando Kehrer atravessou um passe errado na defesa, Lukaku ficou com a bola, driblou Buffon e estufou a rede. Os mandantes se recuperaram e empataram dez minutos depois. Mbappé recebeu bom passe de Daniel Alves na área e cruzou rasteiro para Juan Bernat, que, completamente livre, só empurrou para a meta.

Os donos da casa até dominaram territorialmente o primeiro tempo, com 74,7% de posse de bola e o triplo de finalizações (9 a 3), mas pagaram caro por outro erro individual. Aos 30min, Rashford arriscou de fora da área, e Buffon bateu roupa. Lukaku aproveitou o rebote e deixou os ingleses novamente à frente.

PSG domina, mas é eliminado

Na volta do intervalo, o cenário do jogo seguiu o mesmo, com o PSG indo ao ataque e sem sofrer riscos. Di María até fez um belo gol dando um cavadinha diante de De Gea, mas o lance foi corretamente anulado por impedimento do argentino.

Apesar do domínio, o time da casa pagaria caro por seus erros. Rashford converteu a penalidade aos 49min e selou a classificação dos visitantes.

Sequência

Agora, o Manchester United voltará a campo no domingo, quando visitará o Arsenal no Emirates Stadium, às 13h30 (de Brasília), pela Premier League. A partida terá transmissão da ESPN Brasil e WatchESPN. O PSG só atuará pelo Francês na terça-feira, quando jogará fora de casa contra o Dijon, às 15h.