<
>

Como David Neres foi preparado pelo Ajax para brilhar na Champions League contra o Real Madrid

play
Real Madrid é atropelado por Ajax, Neres e Tadic brilham e merengues dão adeus à Champions no Santiago Bernabéu (1:09)

Os holandeses venceram por 4 a 1 na casa do adversário e garantiram a pior derrota dos espanhois em casa na comeptição (1:09)

Desde que foi comprado do São Paulo no começo de 2017, David Neres é preparado pelo Ajax para fazer sucesso na Europa.

E tamanho cuidado deu resultado, já que nesta terça-feira, o brasileiro foi um dos destaques do time holandês que goleou o Real Madrid - em pleno Santiago Bernabéu - por 4 a 1 e avançou às quartas de final da Uefa Champions League.

Diversos aspectos da vida do atleta - tanto dentro quanto fora de campo - foram planejados pelo Ajax para que ele se adaptasse o mais rápido possível. Por exemplo, logo que chegou à Amsterdã, o atacante morou em um hotel por toda temporada.

"No começo foi difícil porque estava bastante frio e não conhecia nada. Depois, chegou meu irmão e fui me virando. Quando tinha treino eu passava mais tempo no hotel ou saía para comer. Na folga eu ia para casa de um amigo meu que jogou na base do São Paulo e jogava em um time perto", contou David Neres, ao ESPN.com.br.

"Na temporada passada mudei para uma casa minha. Agora eu moro sozinho, mas minha família sempre vem me visitar. Meu irmão e meu pai estão aqui para me ajudar", relatou.

Para que superasse as dificuldades de comunicação, já que não fala holandês, o ex-jogador do São Paulo começou a estudar idiomas cerca de duas vezes por semana. "O bom é que lá todo mundo fala inglês, menos eu (risos). Mas eu estou fazendo aulas de inglês e as coisas começaram a mudar", explicou.

Pelas afinidades culturais, David Neres se aproximou dos sul-americanos do elenco do Ajax.

"Foram embora três colombianos, mas agora temos o Tagliafico [argentino] e o Magallán [argentino]. Estou com um entrosamento legal com o elenco, todo mundo é parceiro. A base do time só tem moleque novo. Logo todos estarão brilhando nos gigantes da Europa", projetou.

O primeiro jogo oficial do atacante pelo Ajax foi na vitória por 4 a 1 sobre o Heracles pelo Campeonato Holandês, em 26 de fevereiro de 2018. O jovem entrou na metade do segundo tempo.

"Minha estreia foi muito especial. Olhava para o campo e pensava: 'Caramba, eu estou jogando na Europa! Olha esse estádio'. Foi uma sensação incrível", relembrou.

No começo de abril do mesmo ano, ele marcou seu primeiro gol pela equipe de Amsterdã na vitória sobre o Feyenoord por 2 a 1, pela 28ª rodada da Eredivisie.

Além disso, ele esteve no elenco que chegou até a final da Liga Europa. Apesar da derrota por 4 a 1 para o Manchester United, o atacante ficou feliz com o reconhecimento do ex-camisa 10 rival.

"Eu estava muito triste. Aí, o Rooney pegou na minha mão e falou meu nome. Naquela hora eu esqueci tudo, até passou um pouco a tristeza. Ele é um dos meus ídolos".

As outras inspirações de David Neres têm um estilo de jogo mais ousado. "Sou fã do Ronaldo Fenômeno, Robben e Ronaldinho Gaúcho. Curto caras habilidosos e dribladores", complementou.

O ex-atacante do São Paulo precisou adaptar seu estilo a forma como o Ajax costuma jogar.

"Na Holanda tem mais intensidade e agressividade no jogo. O Brasil é mais cadenciado. O time gostava de muita pressão e posse de bola. É um futebol muito tático e jogam com dois pontas abertos. Eu jogava bem aberto pela direita. Tenho que voltar para marcar e pressionar os zagueiros o tempo todo", analisou.

O atacante está contrariarando um retrospecto pouco favorável. Nos últimos 20 anos, apenas outros seis brasileiros jogaram na equipe de Amsterdã.

O zagueiro tetracampeão do mundo Márcio Santos foi o primeiro a defender o Ajax e teve problemas na adaptação. Depois, passaram por lá Wamberto e Maxwell, que tiveram grande destaque.

Outros jogadores como Filipe Luís, Leonardo Santiago, Kerlon e Zé Eduardo tiveram passagens sem brilho.

"Eles ainda têm um pouco pé atrás com brasileiro por causa de festas e falta de comprometimento. Mas eles gostam de brasileiros, não tem como. Senão, eles não contratariam", bradou.

Com os ensinamentos aprendidos na Holanda, David Neres quer alçar voos maiores no futuro.

"Quero evoluir muito no Ajax, conquistar títulos e ter alguma chance na seleção brasileira. É difícil, mas vou trabalhar muito para isso. Mais para frente quero ir para um time da Inglaterra, que é o meu sonho também", finalizou.