<
>

Neymar chora ao falar sobre ajuda de Messi, revela saudades do Barcelona e não descarta Real Madrid

play
Preparador físico diz que seleção espera Neymar 'em melhores condições' na Copa América do que no Mundial da Rússia (1:05)

Fábio Mahseredjian atualizou situação do atacante do PSG, que se recupera de fratura no pé direito (1:05)

O atacante Neymar, do Paris Saint-Germain, chorou ao falar da amizade com Lionel Messi e a saudade que sente dos tempos de Barcelona Em entrevista à TV Globo no programa Esporte Espetacular, ele contou algumas dificuldades que viveu no Camp Nou e revelou como foi ajudado pelo argentino.

"Sendo sincero é muito difícil. Porque o Leo foi um cara muito especial no Barcelona para todo mundo, no momento que mais precisei, me deu suporte, melhor do mundo, o homem do time. Me deu a mão e falou: 'Vem cá. Não tenha medo de mim, estou aqui para ajudar'. Eu fui ao vestiário, no intervalo, chorando porque não conseguia jogar futebol e nada estava dando certo. Sinto saudades, mas estou no PSG e tenho outros desafios. Óbvio que sinto saudades", disse.

Neymar também agradeceu todo o apoio que recebeu de outro brasileiro quando chegou ao Camp Nou, vindo do Santos.

"Quando fui para o Barcelona tinha um anjo que me ajudou demais, que é o Dani (Alves). Foi uma das pessoas mais especiais que tive na carreira, pelo que fez por mim. Cheguei lá e vi Messi, Valdez, Puyol, Xavi, Iniesta... Até ontem estava com esses caras no videogame e fiquei um pouco tímido. Nisso, ele me deixou à vontade".

Questionado se um dia jogaria no Real Madrid, o brasileiro desconversou, mas também não descartou a possibilidade.

"O Real é um dos maiores clubes do mundo e qualquer jogador queria jogar ali. Me sinto muito feliz no Paris e estou muito bem. O futuro ninguém sabe. Não estou dizendo que jogaria lá. O Barcelona era um sonho de infância e realizei isso", afirmou.