<
>

Simeone leva puxão de orelha do pai por gesto obsceno contra a Juventus: 'Não ensinei isso'

Assim que José Giménez abriu o placar para o Atlético de Madrid diante da Juventus, Diego Simeone se empolgou na comemoração e fez um gesto obsceno ao colocar as mãos em sua genitália. Depois do fim da partida válida pelas oitavas de final da Uefa Champions League, que acabou com vitória dos espanhóis por 2 a 0, o técnico explicou o que o motivou a celebrar o gol daquela forma.

"Significa que temos ovos. Muitos ovos. Já fiz isso em alguma ocasião como jogador. Colocar Diego Costa e Koke depois de um mês sem jogar... Tinha que ter ovos e os coloquei", afirmou o treinador.

Em entrevista à rádio Cadena SER, da Espanha, porém, o pai do treinador, Carlos Simeone, reprovou o gesto do filho.

"Não ensinei isso a ele. Não sei de onde tirou", disse, dando bronca.

"Fiquei surpreso na hora. Achei que era algo de outros tempos, mas foi tudo um acúmulo de sensações fortes, nada mais. Espero que não lhe deem nenhum tipo de punição. Até porque não foi para provocar ninguém, já que ele fez o gesto virado para a arquibancada do Atlético e para os torcedores de seu time", analisou.

Carlos ainda afirmou que não vê o filho fora do Atlético do Madrid nunca mais. Recentemente, o comandante renovou seu contrato até 2022 com a equipe da capital espanhola.

"Sempre é bom renovar no lugar em que você quer estar. Ele ganhou o direito disso. Não o vejo fora do Atlético. O futebol traz surpresas, mudanças, você nunca sabe com segurança o que irá acontecer em dois anos. Mas, hoje, não o vejo fora do Atlético de forma alguma", finalizou.

Depois de ter tido um gol anulado de Morata, os colchoneros buscaram o triunfo sobre a Juve no Wanda Metropolitano, em Madri, com gols de Giménez e Diego Godín.

Com o resultado, o time espanhol poderá perder por um gol de diferença – ou até por dois, desde que balance a rede – no jogo de volta, que ficará com a classificação.

As equipes voltarão a encontrar-se no dia 12 de março (terça-feira), às 17h (de Brasília), no Allianz Stadium, em Turim.