<
>

Léo Moura crê em grupo complicado para o Grêmio na Libertadores

O lateral-direito Léo Moura acredita que o Grêmio terá dificuldades na fase inicial da Libertadores. Rosário Central, Universidad Católica estão na chave gremista e apenas falta a definição do último adversário que sairá do confronto entre Atlético Nacional e Libertad.

“Escolher adversário em uma Libertadores é sempre complicado. Já joguei contra o Libertad, é um clube que sabe jogar a Libertadores, em casa tem o apoio da torcida. O Atlético Nacional a gente vê o que tem feito nas últimas Libertadores. O grupo do Grêmio neste ano é um pouco mais difícil, mas o Grêmio é forte para jogar fora de casa e vencer os adversários”, analisou.

Aos 40 anos, o lateral vem sendo usado em jogos pontuais. O camisa 2 disse que estará em condições de atuar na estreia na Libertadores no dia 06 de março contra o Rosário Central, na Argentina.

“Quero chegar a esse jogo da Libertadores apto a poder começar, independente de ser fora. Eu fiz poucos jogos neste ano e penso que, se estiver 100% para encarar um jogo de Libertadores fora, o Renato vai saber disso. Deixo para ele essa decisão. Vou trabalhar nesses dias para estar em condições para o jogo”, comentou.

Nesta sexta-feira o elenco gremista volta a treinar, às 09h30(de Brasília), no CT Luiz Carvalho. Grêmio e Veranópolis se enfrentam na próxima segunda-feira, às 20h(de Brasília), na Arena, pela oitava rodada do Campeonato Gaúcho.