<
>

Jornal revela encontro secreto entre Maurizio Sarri, técnico do Chelsea, e James Pallotta, presidente da Roma

Maurizio Sarri ainda é comandante do Chelsea. Entretanto, a situação conturbada do treinador no clube inglês os indícios de uma demissão em caso de derrota para o Manchester City na decisão da Copa da Liga Inglesa parecem ter motivado o comandante italiano a pensar em “plano B”. E ao que tudo indica, a ideia pode ser um retorno à sua terra natal para comandar a Roma.

De acordo com o jornal La Reppublica, o presidente da Roma, James Pallotta, viajou a Londres nesta semana para um jantar com Sarri, e apresentou ao treinador um projeto para comandar o clube italiano a partir da próxima temporada, no lugar de Eusebio Di Francesco, contestado no cargo pelos recentes resultados, principalmente em âmbito nacional.

A suposta chegada de Sarri à capital italiana, porém, estaria ligada a uma outra saída iminente: a do diretor de futebol Ramón Rodríguez Verdejo, conhecido no mundo do futebol como Monchi.

Um dos dirigentes mais bem quistos do mercado, o espanhol possui seu nome veiculado na Inglaterra para assumir a função no Arsenal. A boa relação com o treinador Unai Emery dos tempos de Sevilla, inclusive, seria um fator determinante.

Apesar dos indícios, Sarri segue empregado no Chelsea.

Depois de um ótimo início de temporada, o futebol do clube inglês caiu de produção na segunda metade da temporada, com o treinador dando declarações quanto a “dificuldade para motivar os jogadores” e a falta de entendimento.

Nas últimas semanas, sua demissão ganhou força e a continuidade ou não do trabalho deve depender do resultado na decisão frente do City de Guardiola.