<
>

Após negociação com Mancha, Palmeiras lança 'ingresso popular' por R$ 50

play
Boa fase do Palmeiras 'atrapalha' possível queda no preço dos ingressos? Rafael Oliveira analisa (1:20)

Jogos do clube estão sempre lotados, mesmo com entradas custando bastante caro (1:20)

Em nota oficial divulgada nesta quarta-feira, a "Mancha Alvi Verde", principal torcida organizada do Palmeiras, anunciou que, após duas reuniões com a diretoria do clube palestrino, as partes chegaram a um acordo para lançamento de um "ingresso popular".

Segundo apurou a ESPN, serão ao todo 420 bilhetes nessa faixa de preço disponibilizados para o setor Gol Norte.

Esses tickets são para assentos com visão parcial do gramado (ou seja, onde há algum tipo de obstrução à visão). Por isso, há 50% de desconto no preço.

"Será, enfim, vendido em todo jogo no Allianz Parque, ingresso acessível a R$ 50. Entendemos que todos os palmeirenses, de todas as classes sociais, têm direito de estar dentro do estádio. E os valores atualmente praticados pesam para aqueles que recebem um salário mínimo ou menos", escreveu a uniformizada.

"No começo será uma cota limitada, vendida um dia antes de cada partida, e continuaremos lutando para aumentá-la", acrescentou.

Os ingressos populares serão comercializados nas bilheterias do Allianz Parque, já para o jogo contra o Santos, neste sábado, às 19h (de Brasília), pelo Campeonato Paulista.

A "Mancha" ainda avisou que conseguiu reciprocidade de valores no setor visitante com o San Lorenzo, da Argentina, que será rival do Verdão na Libertadores.

"De início, o clube negociou com o San Lorenzo, que cobraria ingressos no valor de R$ 250, e ficou definida a reciprocidade com o valor de R$100", informou.

"Ainda está longe de ser o ideal, mas os nossos protestos começaram a dar resultado. Agora, esperamos que a nossa diretoria olhe para o nosso povo e não deixe com que nos sacrifiquem com preços altos, muitas vezes em estádios que não têm condição nenhuma para abrigar jogos de grande porte", ressaltou.

"Batalharemos para que a reciprocidade seja mantida no Campeonato Brasileiro", prometeu.

CONFIRA O COMUNICADO

Comunicado a toda coletividade palmeirense!!!

Se não há luta, não há conquista...

A Mancha Alvi Verde travou uma luta contra a elitização no estádio e muitos pensaram que seria em vão, que não seríamos ouvidos e nada mudaria.

Após 2 reuniões com a diretoria do Palmeiras e algumas conversas, aqui está o resultado dos nossos protestos: cota de ingressos a preço popular e reciprocidade para com os visitantes.

Será, enfim, vendido em todo jogo no Allianz Parque, ingresso acessível a R$50.

Entendemos que todos os palmeirenses, de todas as classes sociais, têm direito de estar dentro do estádio. E os valores atualmente praticados pesam para aqueles que recebem um salário mínimo ou menos.

Ingresso a preço mais acessível foi/é o carro chefe dos nossos protestos e essa conquista não foi fácil. Muitos empecilhos foram colocados, mas enfim conseguimos, considerando o custo operacional da arena.

No começo será uma cota limitada, vendida um dia antes de cada partida, e continuaremos lutando para aumentá-la.

Os ingressos populares serão comercializados nas bilheterias do Allianz Parque, já para o jogo contra o Santos:

Data: 22/02, a partir das 9h
Local: Bilheteria Matarazzo - 1 ingresso por pessoa, mediante cadastro do CPF.

RECIPROCIDADE PARA VISITANTES

Com o valor alto para os visitantes no Allianz Parque, quando nossa torcida era a visitante, os preços sofriam “reciprocidade”, ou seja, tinham alto valor. Quem viajava para ver o Palmeiras ou queria ver no interior, não tinha condições de assistir ao time ou ia com o dinheiro contado.

Pedimos reciprocidade e conseguimos!

De início, o clube negociou com o San Lorenzo da Argentina, que cobraria ingressos no valor de R$ 250, e ficou definida a reciprocidade com o valor de R$100.

Ainda está longe de ser o ideal, mas os nossos protestos começaram a dar resultado. Agora, esperamos que a nossa diretoria olhe para o nosso povo e não deixe com que nos sacrifiquem com preços altos, muitas vezes em estádios que não têm condição nenhuma para abrigar jogos de grande porte.

Batalharemos para que a reciprocidade seja mantida no Campeonato Brasileiro.

Os protestos continuarão e, logo mais, informaremos a todos o que conseguimos sobre a diminuição no preço do Avanti e a gratuidade para as crianças em todos os setores.

É só o começo. Um por todos e todos por um!

Diretoria Mancha Alvi Verde