<
>

Arda Turan, bad boy ex-Barcelona, dá show de fair play no Turco, mas não consegue mudar erro de árbitro

O meia Arda Turan, ex-Atlético de Madri e Barcelona, recebeu muitos elogios no último final de semana por dar um show de fair play em partida do Campeonato Turco.

Durante jogo entre o Istanbul Basaksehir, sua equipe, e o Antalyaspor, fora de casa, o lateral Sangare deu um carrinho na bola e ela claramente bateu em Arda Turan antes de sair. No entanto, o árbitro Mete Kalkavan deu lateral a favor do Basaksehir.

O lance, que ocorreu aos 19 da primeira etapa, revoltou Sangare, que reclamou muito e foi amarelado. Arda Turan, porém, admitiu que a bola bateu nele, e avisou que devolveria a bola para o adversário após Kalkavan manter sua decisão equivocada.

Dito e feito: após receber a cobrança do lateral perto da área rival, ele imediatamente colocou a bola pela linha de fundo, dando o tiro de meta ao Antalyaspor. Os torcedores aplaudiram bastante a atitude do atleta, conhecido por seu comportamento de bad boy.

O cartão amarelo a Sangare, porém, não foi retirado, e o atleta ficou pendurado durante toda a partida.

No fim das contas, o Basaksehir venceu por 1 a 0 e seguiu firme na liderança do Turco, com 48 pontos - 6 a mais que o vice-líder Galatasaray.

Vale lembrar, porém, que Arda já teve um grave problema com a arbitragem desde que deixou o Barça para jogar na Turquia. Em maio de 2018, ele levou uma suspensão de 16 partidas após empurrar um bandeirinha durante partida pela liga nacional.

Na atual temporada, ele soma 10 partidas e uma assistência pelo Basaksehir.