<
>

Nilton prevê catimba uruguaia e quer Bahia cirúrgico nos contra-ataques

Após vencer o Vitória da Conquista no último domingo pelo Campeonato Baiano, o Bahia muda o foco para a Copa Sul-Americana, onde enfrenta o Liverpool, do Uruguai, nesta quinta-feira, ás 19h15 (de Brasília), no Estádio Luis Franzini, em Montevidéu. Depois de perder por 1 a 0 na Fonte Nova, os brasileiros precisam vencer por dois gols de diferença para avançar no tempo normal.

Em entrevista coletiva nesta segunda-feira, o volante Nilton voltou a lamentar a desatenção da equipe na derrota da partida de ida, projetou a catimba dos uruguaios e pregou mais atenção ao time comandado por Enderson Moreira.

“Viramos a chave, temos um campeonato internacional. Deixamos o resultado escapar aqui. Poderíamos não ter tomado o gol e decidir com tranquilidade lá. Vamos ter que sair um pouco mais, buscar os contra-ataques e tentar não se expor”, disse.

“Tem a catimba deles. Jogo contra uruguaio e argentino é sempre complicado. Estamos nos mobilizando, estamos concentrados, sabemos o que pode ser feito lá. Queremos evitar o erro como aconteceu aqui para não prejudicar ainda mais a equipe. Queremos fazer uma boa partida, não sofrer gols e ser cirúrgicos nos contra-ataques para marcar”, completou.

Titular nos últimos jogos de 2018, Nilton perdeu o lugar entre os 11 iniciais e vem atuando na equipe alternativa neste começo de ano. Apesar do momentâneo status de reserva, o volante exaltou o plantel da equipe e disse que os jogadores escolhidos para começar as partidas precisam aproveitar as chances.

“A gente quer jogar a todo momento. Falei na roda antes de entrar no jogo que todo mundo tem sua importância. As oportunidades estão sendo dadas, todos estão sendo observados. Temos que aproveitar cada oportunidade da melhor maneira possível. Não tem 11 jogadores apenas, tem um elenco. É um plantel que sem sombra de dúvidas pode agregar. Eu estarei sempre trabalhando, me esforçando para ajudar. O mais importante é o Bahia neste momento”, analisou.