<
>

Fellipe Bastos pede desculpas, Vasco repudia preconceito e diz que vai discutir caso internamente

O episódio envolvendo as declarações homofóbicas de Fellipe Bastos, jogador do Vasco, se referindo aos torcedores do Fluminense, continua repercutindo nesta segunda-feira.

Após o próprio jogador usar suas redes sociais para se desculpar, foi o clube quem deu suas explicações.

Também por meio das redes sociais, o Vasco lamentou bastante o episódio e disse que "a inclusão está no DNA do clube desde a sua origem", destacando que a equipe "abriu as portas para os negros e oriundos das classes sociais mais baixas".

Além disso, o clube garantiu que o episódio será discutido internamente.

Confira a nota na íntegra:

A inclusão está no DNA do Vasco da Gama desde a sua origem. O Vasco é o clube da Resposta Histórica de 1924, a instituição que abriu as portas do futebol para os negros e oriundos das classes sociais mais baixas.

A luta por uma sociedade mais justa e diversa é um valor que buscamos a cada dia de forma intransigente.

Portanto, qualquer manifestação preconceituosa ou ato que configure uma violação de direitos serão sempre combatidos e jamais encontrarão eco no Clube.

O Vasco da Gama repudia veementemente todo e qualquer tipo de preconceito, seja ele de ordem racial, social ou relacionado à orientação sexual. O Vasco é a casa de todos.

O atleta Fellipe Bastos já se desculpou publicamente pelo episódio do último domingo e o Clube discutirá o caso internamente.