<
>

Carioca: Vasco assume risco de multa, e jogo contra o Fluminense na final da Taça Guanabara terá torcida

play
Presidente do Fluminense se revolta por causa de setor no Maracanã: 'Eu quero chamar o nosso torcedor para a guerra amanhã' (2:07)

Pedro Abad não gostou que os fãs de seu clube terão que ficar em local diferente ao que estão habituados (2:07)

O duelo entre Vasco e Fluminense que acontece neste domingo, às 17h, pela final da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca, terá a presença de torcedores.

Após imbróglio que se estendeu desde a madrugada, com a Justiça determinando que o jogo aconteceria com portões fechados e negando recurso do clube cruz-maltino, a questão foi finalmente resolvida nesta tarde, a pouco mais de duas horas para o início da partida.

Os cerca de 30 mil vascaínos que já haviam comprado ingresso poderão entrar no Maracanã para ver o confronto das arquibancadas. O time também colocou no Twitter que novas entradas serão vendidas.

A decisão foi tomada pelo Vasco em reunião que aconteceu desde cedo, na Ferj (Federação de Futebol do Rio), e da qual participaram a diretoria da entidade, o Bepe (Batalhão Especializado em Policiamento de Eventos), o secretário estadual de esportes, Felipe Bornier, o procurador de justiça José Carlos Sarmento e os presidentes Pedro Abad, do Fluminense, e Alexandre Campello, do Vasco.

O clube de São Januário vai assumir o risco da multa por abrir os portões. Isso não quer dizer que a multa será aplicada, mas o time estará sujeito a isso. A multa seria de R$ 500 mil.