<
>

Com ex-árbitro e até antigo técnico do Real, imprensa espanhola detona 'escândalo' de gol anulado do Ajax

play
Real Madrid vence o Ajax fora de casa e fica perto das quartas da Champions League (1:29)

Gols do clube espanhol foram marcados por Benzema e Asensio; Vinicius Jr. dá assistência (1:29)

O Real Madrid venceu o Ajax por 2 a 1 e ficou perto das quartas de final da Uefa Champions League mais uma vez. Porém, o lance mais marcante e que mais repercutiu no jogo foi o gol anulado do time holandês, ainda na primeira etapa, que poderia mudar os rumos da partida desta quarta-feira.

Na jogada, De Ligt subiu muito após cobrança de escanteio e cabeceou para o gol. A bola quicou e enganou Courtois, que não conseguiu agarrar. No rebote, Tagliafico, também de cabeça, mandou para as redes. Porém, depois de consultar o VAR, a arbitragem decidiu anular o gol, justificando que Tadic, que atrapalhou a saída do goleiro do Real, estava impedido. Essa foi a primeira vez na história da Champions League que o árbitro de vídeo foi utilizado para anular um gol.

Apesar do uso da tecnologia, o lance não pareceu bem esclarecido. O jornal madrilenho Marca, conhecido por ser "pró-Real", opinou que o lance teria sido legal. Eles até mesmo consultaram Andújar Oliver, ex-árbitro e atual comentarista de arbitragem da partida, que foi enfático: "Quanto mais eu vejo as imagens, mais me parece que o gol foi legal. O árbitro de vídeo assinala que Tadic estava impedido quando Tagliafico conclui para o gol, mas o jogador não pode 'sumir'. Ele não impede Courtois e não tem influência".

No Sport, o discurso é ainda mais forte: "Escandalosa e polêmica primeira decisão do VAR na Champions League, com o gol anulado do Ajax por possível falta ou impedimento em uma jogada que daria uma vantagem clara aos holandeses antes do intervalo no jogo de ida das oitavas".

Bernd Schuster, ex-técnico do Real e atual comentarista da rádio espanhola Onda Cero, foi mais um a discordar da decisão do árbitro. "O gol anulado pelo VAR de Tagliafico é um gol como uma catedral. Não estava impedido e não foi falta em Courtois. Não foi nada!".

E não foram só eles que enxergaram um favorecimento ao Real. Tanto é que as redes sociais foram tomadas por memes do gol anulado. Confira alguns deles: