<
>

Colunista catalão critica contratações do Barcelona: 'Para que contratar reservas dos reservas?

Na última janela de transferências, o Barcelona fez quatro contratações. Além de garantir uma das principais atrações do mercado, o meio-campista De Jong, o clube apostou em uma outra promessa, o zagueiro Tobido.

Sem contar com muito dinheiro na conta e precisando de ajuda imediata, a diretoria trouxe o atacante Kevin Prince-Boateng e o zagueiro Murillo. As últimas contratações não agradam o técnico Valverde e vem sendo poucos utilizadas pelo técnico.

Usando a expressão “o barato acaba saindo caro”, Lluís Mascaró, colunista do jornal espanhol Sport, criticou as recentes transações do clube catalão. De acordo com ele, os jogadores demonstraram um péssimo nível ao longo das partidas.

O colunista admite não entender a função dos dois no Barcelona e julgou um gasto desnecessário: "Para que contratar reservas dos reservas?". Ele ainda foi além em sua crítica, afirmando que as duas contratações nunca deveriam ter acontecido.

Murillo chegou para dar descanso a dupla de zaga titular, Piqué e Lenglet, além de suprir a vaga de reserva, vazia desde a lesão de Umtiti. Apesar disso, o jogador atuou apenas 180 minutos, nas 13 partidas que disputou.

O colunista evidencia que a utilização do atacante Kevin Prince-Boateng chega a ser mais bizarra. O atacante jogou 48 horas depois de ser contratado, quando atuou 63 minutos contra o Sevilla pela Copa do Rei, e foi substituído por Suárez. Depois da partida, o ganês ficou no banco em todas as partidas e não voltou a ser utilizado.