<
>

Mourinho se solidariza com tragédia no Flamengo e relembra 'causo' com Júlio César: 'Meu goleirão'

Sem trabalhar na Europa desde que foi demitido do Manchester United no final do ano passado, José Mourinho comentou antes do jogo River Plate-URU x Santos na Copa Sul-Americana, nesta terça-feira. Na sua saudação inicial, o treinador português se solidarizou com as vítimas da tragédia do Ninho do Urubu, dos garotos da base do Flamengo.

"Dói lá dentro no coração. Gostaria de manifestar logicamente nossa tristeza pelo acontecimento no Rio de Janeiro. Que todos descansem em paz", disse Mourinho.

Mourinho foi acompanhado de Júlio César na transmissão. O brasileiro foi goleiro da Inter de Milão ao lado do técnico português no auge do clube no final da última década.

"É minha honra rever o meu goleirao, que sera ate os ultimos dias o meu goleirão", afirmou Mourinho.

Mourinho até lembrou uma história curiosa com seu ex-goleiro.

"Nós estávamos na concentração no nosso CT e fomos campeões porque o Milan perdeu da Udinese e fomos campeoes sem jogar. E eu disse que fomos campeoes e que amanhã seria um jogo pra ganhar, um recorde pra bater. Nao há festa hoje, fazemos amanha. O Júlio aparece no meu quarto e diz: 'Mister, se não vai festejar hoje, nunca mais vai ganhar rum campeonato na sua vida'. Aquela festa foi inesquecível. Agradeci ao Júlio por ter feito essa chantagem", relembrou.