<
>

Morre Gordon Banks, que parou Pelé com a mais famosa defesa da história do futebol

play
Encontro especial: de terno, Pelé fez gol de pênalti em Gordon Banks em evento na Inglaterra há 19 anos (1:03)

O ex-goleiro inglês morreu na madrugada desta terça-feira, aos 81 anos. (1:03)

Autor daquela que é a mais famosa defesa da história da Copa do Mundo e também de todo o futebol, o ex-goleiro inglês Gordon Banks morreu nesta madrugada, aos 81 anos.

Banks foi eleito pela Fifa como o melhor goleiro do ano em seis oportunidades, foi titular da seleção inglesa em 73 jogos e sempre é lembrado pela espetacular defesa que fez no dia 7 de junho de 1970, em Guadalajara, para evitar um gol de Pelé.

Modesto, Banks disse que teve “sorte” no lance e afirmou que foi aquele momento, e não o título que conquistou em 1966, que o tornou famoso. “Eles não lembram de mim por ganhar a Copa da do Mundo. É pela defesa”, afirmou.

“É com grande tristeza que anunciamos que Gordon morreu tranquilamente durante a noite. Estamos devastados pela perda, mas temos muitas memórias felizes e não poderíamos ser mais orgulhosos dele”, disse a família, em comunicado.

Banks começou sua carreira no Chesterfield e se transferiu para o Leicester, em 1959, onde disputou duas finais da Copa da Inglaterra e conquistou o título da Copa da Liga Inglesa em 1964.

Em 1966 foi o goleiro da Inglaterra na conquista da Copa do Mundo, sendo titular em todos os jogos da campanha que terminou com a vitória sobre a Alemanha, em Wembley.

Em 1967 ele trocou o Leicester pelo Stoke, onde ganharia mais um título da Copa da Liga, em 1972. Ainda naquele ano, em um acidente de carro, Banks perderia parte da visão do olho direito, se aposentando pouco depois.