<
>

Athletico-PR vence o Cianorte, mas é eliminado no Paranaense

Miguel Locatelli/Site Oficial)

O Athletico Paranaense venceu o Cianorte por 1 a 0 neste domingo, na Arena da Baixada, mas acabou eliminado da Taça Barcímio Sicupira Júnior.

O gol de Bruno Leite não foi suficiente por causa da combinação de resultados desfavorável. Faltou um gol, além do empate do Cascavel (que venceu o Maringá) e derrota do Operário diante do Coritiba (partida terminou empatada).

A semifinal no primeiro turno do Campeonato Paranaense será disputada entre Toledo e Operário e Cascavel e Coritiba.

O Athletico-PR voltará a campo pelo Estadual no dia 9 de fevereiro, para enfrentar o Toledo, na arena, na primeira rodada da Taça Dirceu Kruger.

O JOGO

O Athletico-PR fez valer o fator campo e foi para cima do Cianorte desde os primeiros minutos. A equipe, porém, esbarrou na falta de inspiração e criou poucas chances claras na etapa inicial.

No intervalo, o técnico Rafael Guanaes fez duas alterações: Bruno Leite no lugar de Reginaldo e Gabriel Poveda na vaga de Bergson. E deu certo. Logo aos 9, Bruno finalizou no cantinho para abrir o placar.

O Athletico seguiu em forma e teve boas chances do Demethryus e Poveda. O Cianorte só foi assustar aos 39, quando Matheus Negô bateu cruzado para boa defesa de Léo.

No fim, o Athletico-PR pressionou em busca do segundo gol, mas não conseguiu e acabou fora da semifinal.

FICHA TÉCNICA:
ATHLETICO-PR 1 X 0 CIANORTE

Data: 10 de novembro de 2019 (domingo)
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Selmo Pedro dos Anjos
Assistentes: Wesley Waldir Marmitt e Welvys Fladerson Gomes Afonso
Público e renda: 4.515/R$ 101.200,00
Cartões amarelos: ATHLETICO-PR: Lucas Halter e Robson Bambu. CIANORTE: Montoya e Willian Formiga
GOL: Athletico-PR: Bruno Leite, aos 9 minutos do 2T

ATHLETICO-PR: Leo, Robson Bambu, Lucas Halter, Nicolas, e Reginaldo (Bruno Leite); Christian, Renzo, Marquinho e Demethryus; Bill (Julian) e Bergson (Gabriel Poveda). Técnico: Rafael Guanaes

CIANORTE: Silvio, Breno, Montoya, Maurício e Willian Formiga (Matheus Nêgo); Joveny, Guioto e Rafael Carrilho; Paulinho (Filipe Ramon), Fernandinho e Madalena (Rafael Xavier). Técnico: Cristian de Souza