<
>

Torcedor do Emelec substitui jogador, é ovacionado e diz após a partida: 'Mais cinco minutos e eu marcaria um gol'

play
ESPN lança Fantasy de futebol internacional (0:30)

Você poderá montar seu time da Premier League da Inglaterra, da LaLiga da Espanha ou da Uefa Champions League (0:30)

Um fato totalmente inusitado ocorreu na última quarta-feira (30). Eram 42 minutos do segundo tempo quando surge a figura de Daniel Nieto, vencedor de um reality show do Equador, na beira do campo do confronto entre Emelec, do Equador, e Sporting Cristal, do Peru.

O jogo foi amistoso como preparação para o restante da temporada 2018-19 das duas equipes. Nieto, torcedor do Emelec, vestido com traje de jogo, entrou no lugar de Billy Arce. O fato desencadeou uma série de comentários negativos por parte da equipe peruana, que viu aquilo como um desrespeito.

Nieto não tocou na bola, mas foi ovacionado pela torcida local: “Olê, olê, olê, gordo, gordo”, gritavam os fãs. Com o 3 a 0 no placar, o Emelec só administrou o placar.

O torcedor levava uma câmera no peito e tudo foi feito por conta de um novo patrocinador. A entrada de Nieto em campo era a forma de apresentar esse novo patrocínio.

Após o jogo, Mariano Sosa, técnico do Emelec, explicou o que havia ocorrido e disse que não concordou com a entrada do torcedor em campo.

O segundo amistoso que ocorreria neste domingo (3), no Peru, foi cancelado e a relação entre as duas equipes, deteriorada. Os jogadores e técnico do Sporting Cristal tentaram paralisar o jogo, mas o árbitro decidiu continuar, apesar da situação estranha.

Nieto concedeu entrevista coletiva após a partida e ainda brincou: “Se o professor me desse mais cinco minutos eu marcaria um gol”.

Uma comunicação entre as duas equipes antes do jogo, com a explicação da ação de marketing, poderia evitar todo o mal-entendido que ocorreu.