<
>

PSG é multado por usar critérios étnicos para contratar jovens

Parc des Princes, casa do Paris Saint-Germain Getty Images

A comissão de disciplina da Liga de Futebol Profissional (LFP) da França impôs nesta terça-feira uma multa de 100 mil euros ao Paris Saint-Germain por incluir critérios étnicos nas contratações de jovens para as categorias de base.

O diretor do centro de formação do PSG entre 2013 e 2015, Bertrand Reuzeau, foi multado em 10 mil euros isentos de pagamento, enquanto Marc Westerloppe e Pierre Reynaud, enquanto responsáveis pela chegada de jovens promessas, foram multados em 5 mil euros cada, também isentos de pagamento.

O caso foi revelado após o "Football Leaks" divulgar no dia 8 de novembro que o PSG introduziu critérios étnicos ao contratar jovens, o que é proibido pela legislação francesa.

O Paris Saint-Germain reconheceu desde então que, entre 2013 e 2017 e a iniciativa de um responsável pela captação, os jogadores foram catalogados segundo a origem étnica, mas alega que isso não implicou "discriminação no nível de observação, avaliação e contratação".

Além do processo na LFP, a Procuradoria de Paris abriu uma investigação em novembro que ainda está em andamento. O clube parisiense é investigado neste caso por "coleta de dados de caráter pessoal através de um meio fraudulento, injusto ou ilícito", por "tratamento de dados pessoais sem autorização" e por registro ou conservação de dados nos quais direta ou indiretamente aparecia a origem racial ou étnica dos jogadores.