<
>

Corinthians contratou quase um time inteiro para brilhar na Copinha, e isso virou problema para Carille

O Corinthians que entrará em campo nesta terça-feira contra o Vasco, por uma vaga na final da Copa São Paulo, deve ter quatro jogadores com menos de um ano de clube. Considerando também os reservas, sete. E, com Fessin, que viu sua Copinha chegar ao fim após lesão, oito.

São exemplos de uma reformulação que o Corinthians promoveu em suas categorias de base, depois de ter sido eliminado ainda nas oitavas de final da Copa São Paulo de 2018. Os reforços que fortaleceram o time de 2019, porém, viraram um “problema” para Fábio Carille.

É que o treinador, em entrevista à ESPN Brasil, revelou que tinha intenção de usar, ao menos, dois atletas da Copinha no Campeonato Paulista, mas terá dificuldades para isso, justamente pelo fato de os jovens serem recém-chegados e não se encaixarem na chamada “lista B” de inscritos.

Desde 2018, a Federação Paulista abriu uma brecha para que os clubes que disputam o Estadual inscrevam jogadores da base sem precisar, necessariamente, ocupar vagas das inscrições principais. O problema é que, para isso, os atletas têm de ter, ao menos, um ano de clube.

Do time titular do Corinthians, não é o caso do lateral-direito Igor, dos zagueiros Jordan e Caetano (que também atual como lateral-esquerdo) e do atacante Janderson – esses dois últimos, o que Carille apontou como destaques que poderiam ser aproveitados entre os profissionais.

Como opções para o técnico Eduardo Barroca, também não têm um ano de Corinthians o lateral-direito Daniel Marcos, o meia Rafinha e o atacante João Celeri, além de Fessin, que não tem condições de jogo depois de fraturar a tíbia da perna direita na primeira fase da Copinha.

“A gente tem um problema muito sério, que nós técnicos e diretores temos que levar à Federação. Dois jogadores que vem se destacando, o Janderson e o Caetano, não podem entrar na lista B, porque não tem um ano de clube. Você fica amarrado. Teria que ser revisto”, reclamou Carille.

“No caso do Janderson, o clube pensa em adquiri-lo, tem um plano a longo prazo, mas teria que colocar na (lista) A, tirar jogadores que foram contratados”, complementou o treinador.

Por outro lado, outros destaques corintianos na Copinha cumprem os requisitos para entrar na lista B e poderiam ser aproveitados no Paulista, caso Carille deseje. Os meio-campistas Roni, Fabrício Oya e o atacante Rafael Bilu, por exemplo, estão no clube desde a categoria sub-15.

A ESPN Brasil e o WatchESPN transmitem a semifinal entre Corinthians e Vasco nesta terça, às 21h15 (de Brasília). Mais cedo, as 19h, também com transmissão dos canais ESPN, São Paulo e Guarani decidem a outra vaga na grande decisão da próxima sexta-feira.

Veja os jogadores da Copinha contratados pelo Corinthians no último ano:

Igor (LD) - Contratado em março de 2018, do Nova Iguaçu-RJ
Jordan (Z) - Contratado em julho de 2018, da Ferroviária-SP
Caetano (Z/LE) - Contratado em junho de 2018, do Botafogo-RJ
Janderson (A) - Contratado em agosto de 2018, do Joinville-SC
Daniel Marcos (LD) - Contratado em abril de 2018, do Palmeiras
Rafinha (M) - Contratado em março de 2018, da Ferroviária-SP
João Celeri (A) - Contratado em agosto de 2018, do Capivariano-SP
Fessin (M, lesionado) - Contratado em maio de 2018, do ABC-RN