<
>

Cristiano Ronaldo: Juiz nega tratamento VIP para astro em julgamento sobre fraude fiscal

Cristiano Ronaldo comparecerá nesta terça-feira na Audiência Provincial de Madri para ser julgado por fraude fiscal. Por conta da sua fama, o português fez alguns pedidos para evitar o assédio de fãs, segundo o jornal El Mundo.

De acordo com a publicação, que teve acesso a um recado do astro da Juventus, ele que tenha acesso ao edifício pela garagem "por motivo de segurança" e que a entrada não pode "realizar-se em condições normais".

No entanto, o presidente da Audiência Provincial de Madri, Juan Pablo González-Herrero, negou as requisições feitas pelo português.

"Decido não atender aos pedidos solicitados pelo acusado, uma vez que, apesar da grande notoriedade do mesmo, não existe razão para crer que o peticionário terá sua segurança comprometida em relação ao acesso do mesmo às instalações desta Audiência para a celebração do juízo oral correspondente", escreveu o magistrado.

Cristiano Ronaldo é acusado de diferentes delitos fiscais entre 2011 e 2014, período em que atuou no Real Madrid.

O astro deverá pagar uma multa de 18,8 milhões de euros (R$ 80,4 milhões na cotação atual).

Além do luso, o ex-volante Xabi Alonso, que cometeu o mesmo delito durante seus tempos como jogador merengue, também deverá comparecer à Audiência Provincial de Madri para julgamento no mesmo dia.