<
>

Getafe goleia Alavés em jogo de seis pontos por vaga na Liga Europa

Em partida isolada do Campeonato Espanhol nesta sexta-feira, o Getafe bateu o Alavés por 4 a 0 no estádio Coliseum Alfonso Pérez. A partida envolvia os dois clubes que, no momento, brigam pela vaga na Liga Europa. Os mandantes levaram a melhor no jogo de seis pontos, com gols marcados por Jorge Molina, duas vezes, e Jaime Mata, com dois outros tentos.

Com o resultado, o Getafe chegou aos 32 pontos, porém permaneceu na sexta colocação. Já o Alavés manteve-se em quinto, com 32 pontos. O quarto colocado, Real Madrid soma 33 pontos, proximidade que faz com que os dois times almejem uma briga por uma vaga na Liga dos Campeões.

O próximo compromisso do Getafe será pela Copa do Rei, contra o Valencia, na próxima quinta-feira, às 16h. Já pelo Espanhol, o time visita o Atlético de Madrid na próxima rodada. Do outro lado, o Alavés receberá o Rayo Vallecano na rodada seguinte do nacional.

O jogo – Jogando em casa, o time do Getafe começou dominando o jogo com mais posse de bola e troca de passes. A primeira chance de gol da equipe veio com o meio-campo Antunes, que finalizou forte rasteiro para defesa com o pé de Pacheco.

A pressão do mandante surtiu efeito e, aos 31 minutos, o árbitro marcou pênalti para o Getafe. O zagueiro Maripán deu um carrinho na entrada da área derrubando o meio-campista Cristóforo. O atacante Jaime Mata bateu forte no ângulo superior direito, convertendo a penalidade.

O Getafe começou a segunda etapa da mesma forma que a primeira: dominante. Logo no primeiro minuto, o atacante Jorge Molina recebeu a bola de costas, girou em cima da marcação e chutou com muita força de fora da área para fazer um golaço e ampliar o marcador.

O terceiro gol teve início em uma cobrança de lateral. A bola alçada na área chegou a Jaime Mata, que em um toque deixou Molina na cara do gol. O atacante finalizou alto, no centro do gol, e marcou seu segundo no jogo.

Aos 40 minutos, o Getafe marcou seu quarto e último gol, novamente com Jaime Mata. O atacante desviou de cabeça cruzamento na primeira trave de Cristóforo e sacramentou o placar no Coliseum.

O restante da partida foi administrado pelo Getafe, que manteve a segurança defensiva e não deixou que o Alavés levasse perigo. O time visitante, inclusive, não teve nem sequer uma chance real de gol em toda a partida.